Fonte: OpenWeather

    Dia do atletismo


    Dia do Atletismo: motivos para praticar o esporte mais antigo do mundo

    Por sua simplicidade, o atletismo é considerado um esporte-base

     

    Além de saúde, o esporte ajuda na qualidade de vida
    Além de saúde, o esporte ajuda na qualidade de vida | Foto: Reprodução

    MANAUS (AM)- O Dia do Atletismo, é comemorado em 9 de outubro e celebra uma das práticas esportivas mais antigas de que se tem registro.

    A primeira competição teria sido uma corrida, perto do ano 776 a.C, na cidade de Olímpia, na Grécia, dando origem às Olimpíadas. 

    Na definição moderna, o esporte conta com várias modalidades como: pista, campo (saltos e lançamentos), provas combinadas, como decatlo e heptatlo (que reúnem provas de pista e de campo), pedestrianismo (corridas de rua, como a maratona), corridas em campo (cross country), corridas em montanha, e marcha atlética. 

    Por sua simplicidade, o atletismo é considerado um esporte-base, já que corresponde a movimentos naturais do ser humano. Trabalha com a resistência física e desenvolve diversas habilidades motoras, além de trazer equilíbrio para a saúde mental. 

     

    Saiba os benefícios
    Saiba os benefícios | Foto: Reprodução

    Confira 5 razões para praticar atletismo:

    1.    É bom para crianças: a prática beneficia a fase de desenvolvimento, auxiliando na coordenação dos movimentos e no combate à obesidade. Além disso, reduz os sintomas de asma, melhora a qualidade do sono e do sistema imunológico.

    2.    Aumenta a resiliência: ao competir, nem sempre se ganha, e é isso ajuda a desenvolver a resiliência. No atletismo, a evolução acontece de forma gradual, respeitando a idade e o desenvolvimento.

    3.    Adequado para todas as idades: crianças pequenas começam a praticar com atividades lúdicas, conforme crescem, são incluídos novos desafios. 

    4.    Aumenta a autoestima: ao aprender habilidades fundamentais de movimento, as crianças desenvolvem confiança. Ter uma boa “linguagem de movimento” as incentiva a experimentar novos esportes também.

    5.    Permite que você sonhe grande: o atletismo tem grandes exemplos de atletas campeões nas mais diversas modalidades. Isso pode inspirar as crianças a terem motivação e ambição para praticar e definir seus próprios objetivos. 

    Atletas do AM

    Nesta semana, o esporte amazonense destacou-se no atletismo fora do Estado. No Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de Atletismo Sub-16, realizado na cidade de Cascavel (PR), Ana Carolina, de apenas 13 anos, foi prata nos mil metros rasos, enquanto Mateus Borges, 14, foi bronze no salto triplo.

    "Estou muito feliz pela minha primeira medalha em competições fora do Amazonas. Vou continuar treinando na Vila Olímpica para conquistar ainda mais", comentou. 

     

    A atleta conquistou o pódio
    A atleta conquistou o pódio | Foto: Mauro Neto/Faar

    No mês passado, nos dias 24 a 26 de setembro, Pedro Nunes, do lançamento de dardo amazonense, garantiu mais uma medalha: dessa vez foi ouro no Troféu Manoel Trajano Norte-Nordeste Loterias Caixa Adulto de Atletismo. Além dele, os atletas Jefferson Lopes e Miquéias Junior, da corrida, também participaram do campeonato com o apoio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar).

    A competição ocorreu na pista da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em São Luís (MA), e garantiu o pódio a Pedro Nunes na prova de lançamento de dardo, ao alcançar a marca de 67,22 metros.

    “Venho de uma semana intensa de treinos. Agradeço à Federação de Atletismo e o apoio da Faar pela passagem. Prometi e garanti a medalha de ouro num evento muito forte”, comemorou Pedro Nunes.

     

    O atleta é consagrado em competições
    O atleta é consagrado em competições | Foto: Tácio Melo/Secom

    Vale Ouro!

    Sandro Viana é orgulho manauara. Ele começou a praticar atletismo, na juventude, na Vila Olímpica de Manaus, ainda que o esporte estivesse presente na vida dele, desde criança, com prática de basquete e natação, mas não de forma profissional.

     

    | Foto: Reprodução

    Em 2001, aos 24 anos, Sandro foi descoberto no atletismo, por acaso. “Recebi o convite de um amigo para fazer um teste de corrida, na Vila Olímpica de Manaus. Fui participar e bati o recorde do teste. De lá para cá não parei mais", confessou o atleta que morou no bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste da cidade. 

    Em 2006, Sandro Viana recebeu a pré-convocação para os jogos Pan-americanos e para o Campeonato Sul Americano. Em 2007, o atleta representou o Estado do Amazonas, no Pan-americano realizado no Rio de Janeiro, onde conseguiu a medalha de ouro com a equipe de revezamento, do Brasil.

    A medalha de ouro carimbou, em definitivo a carreira de Sandro no esporte nacional, passando a ser respeitado por esportistas de todo o país. Entre seus feitos, também estão a conquita de oito campeonatos amazonenses de atletismo, e oito vezes campeão Norte e Nordeste.

    Leia mais:

    Vila Olímpica de Manaus: uma realidade esquecida- artigo de opinião 

    Atletas brasileiros disputam mundial de meia maratona 

    Investimentos no esporte local resulta em pódios nacionais 

    <<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> e5a666b371d90e4920345db9572e28a6ed1fabe8