Fonte: OpenWeather

    Boicote diplomático


    EUA anunciam boicote aos Jogos de Inverno de Pequim

    Na prática os atletas americanos poderão competir normalmente, mas nenhum representante político do país comparecerá ao evento

     

    Psaki ressaltou ainda que os atletas do Team Usa terão "total apoio"
    Psaki ressaltou ainda que os atletas do Team Usa terão "total apoio" | Foto: Carlos Garcia - Reuters

    A Casa Branca confirmou nesta segunda-feira (6) um boicote diplomático aos Jogos de Inverno de Pequim 2022, em uma resposta às acusações de violação dos direitos humanos na China, informou a porta-voz Jen Psaki.

    Na prática os atletas americanos poderão competir normalmente, mas nenhum representante político do país comparecerá ao evento.

    Segundo Psaki, "a representação diplomática trataria os Jogos como se nada tivesse acontecido, apesar das flagrantes violações dos direitos humanos e atrocidades cometidas pela China em Xinjiang e simplesmente não podemos fazer isso".

    Psaki ressaltou ainda que os atletas do Team Usa terão "total apoio". "Estaremos torcendo 100% por eles da nossa casa. Não vamos contribuir para a fanfarra nos Jogos."

      Há meses, o boicote estava sendo cogitado desde que denúncias de prisão em campos de trabalho forçado de cidadãos da minoria étnica uigur vieram à tona. No mês passado, o presidente americano, Joe Biden, confirmou que uma ação estava sendo discutida sobre o caso.


    A decisão americana deve abrir portas para medidas semelhantes de outros países, como Austrália e Reino Unido.

    Recentemente, as autoridades chinesas ameaçaram uma retaliação caso o boicote diplomático se concretizasse.

    "Se os Estados Unidos insistirem em manter este caminho, a China tomará contramedidas firmes", afirmou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, ressaltando que rever a postura seria o ideal "para não afetar o diálogo e a cooperação entre a China e os EUA em áreas importantes".

    Para Lijian, "os Jogos Olímpicos de Inverno não podem ser palco de uma provocação política". "Seria uma mancha no espírito da Carta Olímpica e uma grave ofensa para um bilhão e meio de chineses".

    Os Jogos de Inverno de Pequim serão disputados entre os dias 4 e 22 de fevereiro de 2022.

    Leia mais:

    Manaus recebe campeonato Amazonense de Xadrez

    Tite visita Catar em Dezembro para estudo de seleções 

     China confirma olimpíadas de inverno mesmo com ameaça de Ômicron