Fonte: OpenWeather

    Vida saudável


    5 razões para diminuir o açúcar da sua dieta

    Veja 5 razões para tirar o açúcar da dieta e parar de oferecer os engordativos doces à família

     

    Especialistas não cansam de alertar para a necessidade de baixar o consumo de açúcar nas dietas
    Especialistas não cansam de alertar para a necessidade de baixar o consumo de açúcar nas dietas | Foto: Reprodução

    Manaus (AM) - Especialistas não cansam de alertar para a necessidade de baixar o consumo de açúcar nas dietas, o que é muito díficil com as propagandas constantes da indústria alimentícia. No entanto, não custa alertar.

    Veja 5 razões para tirar o açúcar da dieta e parar de oferecer os engordativos doces à família: 

    1- Um estudo conduzido pelo Columbia Medical Center em 2015 observou que uma dieta rica em carboidratos refinados pode se tornar um risco para o surgimento da depressão, especialmente em mulheres na pós-menopausa. 

    Os carboidratos altamente refinados incluem itens como pão branco / massa, arroz branco, biscoitos (salgados e doces) e refrigerantes. Esses produtos aumentam o açúcar no sangue e podem desencadear uma resposta hormonal no corpo para reduzir os níveis de açúcar no sangue. 

    Essas respostas também podem causar alterações de humor e fadiga. Conclui-se que dieta saudável com baixo teor de carboidratos refinados pode ser uma medida preventiva para episódios depressivos. 

    2. O açúcar pode ser mais viciante do que a cocaína

    Em um estudo publicado no British Journal of Sports Medicine constatou que o açúcar pode atuar como uma porta de entrada para o álcool e outras substâncias viciantes. Eles acrescentaram que o açúcar é refinado das plantas para produzir cristais brancos puros, bem como estimulantes como cocaína e ópio. 

    De acordo com os pesquisadores, esse processo aumenta significativamente as propriedades viciantes do açúcar.

      “O consumo de açúcar produz efeitos semelhantes aos da cocaína, alterando o humor, possivelmente por sua capacidade de induzir recompensa e prazer, levando à busca pelo açúcar”, afirma o estudo.  

    3- Açúcar aumenta o risco de inflamação

    Pesquisadores da Universidade de Kansas descobriram que a inflamação era um efeito fisiológico essencial da ingestão de açúcar na dieta.

    "

    Os açúcares adicionados têm um efeito profundo nos processos inflamatórios no corpo e no cérebro, e a inflamação pode servir como um mediador chave no início da depressão induzida pelo açúcar "

    Pesquisadores da Universidade de Kansas,

     

    4- Excesso de açucar causa mau-humor

    A serotonina ou 5-hidroxitriptamina é uma substância química produzida pelas células nervosas e é encontrada em três partes do corpo: o cérebro, o revestimento do trato digestivo e as plaquetas sanguíneas.

    É um neurotransmissor vital conhecido como "molécula da felicidade" devido ao seu papel fundamental na manutenção de um humor positivo. Quando nos sentimos deprimidos, geralmente tendemos a buscar açúcar e outros carboidratos processados. 

    Isso geralmente nos dá um impulso na serotonina ou basicamente ajuda a levantar nosso humor. Pesquisadores sugerem que a ingestão de altas doses de açúcar pode alterar vários processos metabólicos, inflamatórios e neurobiológicos, e muitos desses efeitos são de particular importância para o início da doença depressiva. 

    5- Açúcar faz mal a bebês

    A Aboped (Associação Brasileira de Odontopediatria), lançou, no início de 2021, uma campanha nacional denominada "Bebê Zero Açúcar. 100% Afeto".  O objetivo é reforçar a recomendação de evitar a oferta desse item até que o bebê complete 3 anos, o que também se relaciona à conscientização dos malefícios do consumo desse tipo de carboidrato entre as crianças —que não se limitam à saúde oral, já que o acúcar é um dos causadores da cárie, mas o fato é que já em tenra idade é preciso prevenir todos os males que poderão vir no futuro, inclusive a diabetes, da qual, o excesso de açúcar, é um dos principais causadores.

    Leia mais:

    Diabetes: como evitar e como tratar

    Especialista faz alerta sobre obesidade infantil

    Aprenda fazer suco para diminuir pressão arterial; veja