Fonte: OpenWeather

    Polêmica


    Goleiro Bruno vira garoto-propaganda de canil e revolta internautas

    Segundo noticiários, à época das investigações do crime, o corpo de Eliza teria sido dado de comida a cachorros da raça rottweiler

    cumpre prisão em regime semiaberto desde julho de 2019
    cumpre prisão em regime semiaberto desde julho de 2019 | Foto: Reprodução Internet

    Manaus - O goleiro Bruno, condenado pela Justiça a cumprir pena de 22 anos e três meses pelo assassinato e ocultação de cadáver da modelo Eliza Samudio, virou garoto-propaganda de um canil, de acordo com informações da coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia do Rio Janeiro.

    Bruno, cumpre prisão em regime semiaberto desde julho de 2019 e o motivo que levou à revolta dos internautas foi devido as notícias, na época das investigações do assassinato, de que o corpo de Eliza teria sido dado de comida a cachorros da raça rottweiler.

    Ao saber sobre o novo trabalho do goleiro, um internauta questionou o atleta sobre a polêmica que esse anúncio poderia causar novamente em sua vida e Bruno respondeu: “Você acredita realmente no que foi noticiado no passado? Amigo, abra a mente! Na época, foram feitos exames que comprovaram que tudo não passou de imaginação daquele noiado do meu sobrinho”.

    A Globoplay iria fazer uma série sobre o assassinato de Eliza Samúdio, que recontaria o crime cometido pelo goleiro em 2010. Uma das cenas da trama iria contar com a presença de cães da raça rottweiler devorando Samúdio. O projeto foi cancelado temporariamente.


    Leia mais

    Feto é encontrado enterrado em quintal de casa no bairro Tarumã

    'Só sai daqui morta', diz marido ao trancar mulher em casa, em Manaus