Fonte: OpenWeather

    Homenagem


    Homenagem aos nove anos da morte da cantora Amy Winehouse

    Relembre os melhores momentos da vida e carreira da cantora

    Amy Whinehouse
    Amy Whinehouse | Foto: Divulgação

    Amy Whinehoue foi encontrada morta em sua casa em Londres no dia 23 de julho de 2011, aos 27 anos. A sua morte foi o ponto final de uma vida muito conturbada. Contudo, ganhou muito dinheiro numa carreira relativamente curta. Conheça a carreira de umas das grandes cantoras de Jazz, Soul e R&B.

    Amy Jade Winehouse nasceu em Londres no dia 14 de setembro de 1983, foi cantora e compositora britânica conhecida por seu poderoso contralto vocal e por misturar vários gêneros musicais, incluindo o jazz, soul, R&B e ritmos caribenhos. Além disso, seu visual característico, composto por um alto penteado em forma de colmeia e forte sombra negra para olhos, transformou-a em um ícone reconhecido por influentes marcas de moda.

    Dessa forma, Amy iniciou sua carreira ainda na adolescência se apresentando em clubes.  Em 2003, Amy lançou seu primeiro disco, “Frank”. Em 2006, foi à vez do álbum “Back to Black” bater recordes no mundo todo. Logo depois, o álbum recebeu cinco troféus durante a 50ª edição do Grammy e tornou-se o disco mais vendido de 2007. Em 2008, Amy foi incluída na lista de personalidades mais influentes da música.

    Entre seus grandes sucessos musicais, vale lembrar de “Rehab”, “Stronger Than Me”, “Valerie”, “You Know I’m No Good”, “In My Bed” entre outros.

    De acordo com a Revista Veja, em 2009 a cantora ocupou a primeira posição entre as cantoras internacionais que mais venderam em território brasileiro. No entanto, apesar de bem-sucedida, a sua carreira foi muitas vezes ofuscada por seus problemas pessoais.

    O conturbado relacionamento com Blake Fielder, o seu abuso de substâncias psicoativas e a constante perda de peso tornaram-se assuntos recorrentes nos tabloides e culminaram em seu afastamento da indústria fonográfica em 2008.

    A cantora realizou uma tentativa fracassada de retornar aos palcos em 2011, ano em que morreu, devido a uma ingestão excessiva de bebidas alcoólicas após um período de abstinência. Após o falecimento da cantora, Back to Black tornou-se o disco mais vendido do século XXI no Reino Unido.

    Posteriormente, foi lançada a compilação Lioness: Hidden Treasures, que dividiu os críticos musicais e registrou boas vendagens. Em 2012, a cantora entrou para a lista “100 Grandes Mulheres na Música”, do VH1, na 26.ª colocação. Em 2015, foi lançada a cinebiografia Amy: The Girl Behind The Name, que retrata a trajetória de Winehouse e recebeu aclamação dos críticos e atingiu recordes de bilheteria em território britânico.

    Curiosidades

    Seu pai era motorista de táxi e sua mãe, técnica farmacêutica. Amy tinha uma verdadeira adoração pelo personagem infantil do Snoopy. Ela nunca teve um boneco do personagem, mas colecionava seus livros e histórias. Aos 14 anos, Amy Winehouse foi expulsa do colégio por ter feito um piercing no nariz.

    Seu drinque favorito era uma bebida à base de vodca e licor de banana chamada “Rickstasy”. Amy Winehouse media 1,57 m. Ela também foi homenageada na calçada da fama em Camden, região de Londres que foi seu lar por muito tempo.

    Leia mais:

    Michael Jackson: 11 anos sem o 'Rei do Pop'

    Rodrigo Teaser faz primeira live em 'Tributo ao Rei do pop'

    Cristiano Ronaldo surge com visual 'diferentão' e vira meme