Fonte: OpenWeather

    Fiscalização


    Alerta: atuação de falsos fiscais da Visa ocorrem em Manaus

    . A orientação está sendo reforçada por conta da visita de um falso fiscal a uma clínica de imunização localizada na zona Centro-Sul

    O órgão informa que todos os fiscais em atividade usam colete oficial azul, com a logomarca da Prefeitura Municipal de Manaus, e crachá funcional | Foto: Visa Manaus/Semsa

    Manaus - Após receber denúncia na terça-feira (21) sobre a visita de um falso fiscal a uma clínica de imunização localizada na zona Centro-Sul, a Vigilância Sanitária da Prefeitura de Manaus (Visa Manaus) alerta os estabelecimentos a não receber pessoas que se dizem fiscais de saúde sem a devida identificação. 

    Os fiscais em atividade usam colete oficial azul, com a logomarca da Prefeitura Municipal de Manaus, e crachá funcional.

    O homem, que vestia calça jeans e camisa cinza, sem qualquer identificação do órgão, se apresentou como fiscal Eduardo e solicitou aos funcionários diversas informações sobre o funcionamento do estabelecimento, inclusive sobre a segurança interna. Desconfiados, os proprietários entraram em contato com a Vigilância e foram orientados a registrar Boletim de Ocorrência.

    Imagens das câmeras de segurança da clínica mostram o homem chegando ao local em um veículo branco, por volta das 16h. Ao entrar na unidade, ele usou o celular para fotografar os ambientes internos, materiais e equipamentos disponíveis, solicitando diversas informações aos funcionários.

    O órgão informa que todos os fiscais em atividade usam colete oficial azul, com a logomarca da Prefeitura Municipal de Manaus, e crachá funcional
    O órgão informa que todos os fiscais em atividade usam colete oficial azul, com a logomarca da Prefeitura Municipal de Manaus, e crachá funcional | Foto: Visa Manaus/Semsa


    A diretora da Visa Manaus, Maria do Carmo Leão, esclarece que, além de estarem identificados, os fiscais não cobram multa ou exigem qualquer pagamento no momento da inspeção.

    “Nos casos de infração, há prazo legal para recurso e a multa, quando necessária, é calculada pelo setor administrativo, com cobrança via DAM (Documento de Arrecadação Municipal), e nunca pelo próprio fiscal”, informa.

    A diretora orienta que casos de fiscalização irregular sejam informados à Ouvidoria da Visa pelo e-mail [email protected]. Os canais podem ser utilizados, ainda, para esclarecer dúvidas sobre o funcionamento do órgão, assim como para denunciar suspeitas de irregularidades sanitárias.

    *Com informações da assessoria