Fonte: OpenWeather

    Idoso


    HPS Platão Araújo realiza ação de combate à violência contra idosos

    Ação de conscientização do HPS Platão Araújo sobre violência contra a pessoa idosa alcançou cerca de cem famílias

    Durante palestra do HPS Platão Araújo
    Durante palestra do HPS Platão Araújo | Foto: Divulgação/Susam

    Manaus- Como parte da programação do mês de Conscientização e Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa, o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Platão Araújo, na zona leste de Manaus, promoveu palestras de conscientização. O público que foram os usuários da unidade durante o mês de junho, alcançou cerca de 100 famílias de pacientes atendidos na unidade. As palestras, realizadas nos dias de terças e sextas-feiras, na recepção do setor de internação do HPS e ministradas aos familiares que aguardavam o horário de visitas, tiveram início no dia 15 de junho e encerraram nesta terça-feira (30). 

    Uma equipe multidisciplinar de assistentes sociais e psicólogas do Governo do Amazonas apresentou as orientações sobre as várias tipificações do que pode ser considerado violência contra o idoso, de acordo com o Estatuto do Idoso e o Código Penal.

    Para a coordenadora do projeto, Denise Alfaia, a ação, que buscou fortalecer o acolhimento dos serviços oferecidos aos usuários das unidades de saúde do Estado, foi essencial principalmente pelo momento causado pela pandemia do novo coronavírus e o aumento no número de casos de violência contra a pessoa idosa.

     “Durante a pandemia, houve um aumento significativo de violência contra o idoso e a maioria acontece dentro do ambiente familiar, então, essa ação é uma forma de alertar os nossos usuários sobre esse problema muito comum”. 

    A data

    O dia 15 de junho foi instituído como o Dia Mundial de Combate à Violência contra a pessoa idosa pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPES) em 2006. 

    O objetivo do mês de conscientização é sensibilizar a sociedade para o combate a diversas formas de violência cometidas contra a pessoa com idade igual ou superior a 60 anos, como violência física, psicológica, sexual, financeira, negligência e abandono.

    No Brasil, foi criado em outubro de 2003, por meio do decreto de Lei n˚ 10.741, o Estatuto do Idoso, que garante uma série de direitos e protege a pessoa com 60 anos ou mais de abusos e violências. 

    No Amazonas, casos de violência contra a pessoa idosa podem ser denunciados, inclusive de forma anônima, na Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (DECCI), localizada na rua do Comércio, Conjunto Castelo Branco, bairro Parque Dez de Novembro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.


    Ler mais:

    O futuro do Brasil é o envelhecimento

    Programa do Idoso de Parintins ganha reforço com micro-ônibus

    Idoso fica internado por Covid-19 e recebe conta de R$ 5,5 milhões