Fonte: OpenWeather

    MotoNews


    YZF-R3: Novo modelo esportivo se junta à família Yamaha

    Nova YZF-R3 chega ao mercado brasileiro explicitando as características da gama R da Yamaha, presentes nas superesportivas YZF-R6 e YZF-R1

    Os preços são de R$ 23.990 para as duas primeiras e de R$ 24.490 para a de pintura especial, mais o frete | Foto: Divulgação

    A Yamaha acaba de apresentar no Brasil a segunda geração da YZF-R3, já como linha 2020. Lançada no Exterior no ano passado, a pequena esportiva chega com novidades visuais e técnicas, inspiradas nas esportivas maiores da marca, a YZF-R6 e a YZF-R1. A principal mudança estética está no design frontal, que passa a ter um duto de entrada de ar para o radiador bem destacado entre os dois faróis e as luzes de posição inteiramente em leds.

    As vendas começam na primeira semana de agosto, com três opções de cores: vermelho fosco, azul brilhante e a Monster Energy MotoGP Edition (grafismo inspirado na moto do piloto italiano Valentino Rossi). Os preços são de R$ 23.990 para as duas primeiras e de R$ 24.490 para a de pintura especial, mais o frete. 

    A Yamaha garante que o novo desenho da dianteira e o tanque mais baixo reduziram o arrasto aerodinâmico, proporcionando uma velocidade máxima 8 km/h maior em relação à R3 anterior. O para-brisa, completamente redesenhado, além de ter um visual mais arrojado, oferece um bom desempenho aerodinâmico, reduzindo a turbulência ao redor da área do capacete. A altura do guidão foi reduzida em 2,2 centímetros para compor o novo posicionamento do piloto, assim como melhorar a aerodinâmica.

    A linha possui três opções de cores: vermelho fosco, azul brilhante e a Monster Energy MotoGP Edition
    A linha possui três opções de cores: vermelho fosco, azul brilhante e a Monster Energy MotoGP Edition | Foto: Divulgação

    A mesa do guidão ficou mais fina e os semiguidões foram reposicionados. O tanque de combustível continua com 14 litros mas mudou de formato, ficando dois centímetros mais baixo e 3,14 centímetros mais largo, para melhorar a ergonomia, proporcionar um melhor encaixe das pernas do piloto e aumentar o apoio nas curvas. O duto de entrada de ar tem forma de “M”, inspirado nas YZR-M1 do multicampeão Rossi e do espanhol Maverick Viñales. O duto central entre os faróis ajuda a direcionar o fluxo de ar para o radiador, otimizando o sistema de resfriamento do motor.

    O painel de instrumentos é todo digital, com caracteres grandes e indicadores reposicionados. Exibe indicador de combustível, de marcha, conta-giros, indicador de consumo instantâneo e médio, hodrômetro total e dois parciais, relógio, indicador de troca de óleo e temperatura do líquido de arrefecimento. O Shift Light é uma luz de advertência para indicar que a rotação para a troca de marcha foi atingida. Pode ser ajustado de acordo com a preferência do condutor, seja no nível de luminosidade (com três opções), na forma de acendimento (intermitente ou fixa) ou na rotação desejável a partir de 7 mil rpm.

    As mudanças na YZF-R3 linha 2020 não chegaram ao motor. Permanece o mesmo bicilíndrico de 321 cc, com duplo comando (DOHC - Dual Over Head Camshaft), quatro válvulas por cilindro, arrefecimento líquido e alimentação por injeção eletrônica. Os pistões em alumínio são forjados (similar aos utilizados em motos de competição) e o cilindro utiliza tecnologia DiASil Yamaha, uma liga de alumínio e silício.

    Permanece o mesmo bicilíndrico de 321 cc, com duplo comando, quatro válvulas por cilindro, arrefecimento líquido e alimentação por injeção eletrônica
    Permanece o mesmo bicilíndrico de 321 cc, com duplo comando, quatro válvulas por cilindro, arrefecimento líquido e alimentação por injeção eletrônica | Foto: Divulgação

    Trabalha acoplado ao câmbio de 6 marchas e segue entregando 42 cavalos a 10.750 rpm e 3,02 kgfm a 9 mil giros. A suspensão dianteira recebeu bengalas invertidas e 130 milímetros de curso, algo que, segundo a marca, traz vantagens no controle e estabilidade na pilotagem. Os freios continuam sendo a disco nas duas rodas com ABS de série.