Fonte: OpenWeather

    saúde


    Manaus recebe I Cadeirata de alerta sobre a Esclerose Lateral

    O evento ocorre no dia 16 de junho com concentração na Ponta Negra

    A Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é considerada uma doença degenerativa do sistema nervoso | Foto: divulgação

    Manaus - No dia 16 de junho, com concentração às 10h na Ponta Negra, ocorre a I Caminhada e Cadeirata de Conscientização da Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), em Manaus. Familiares, amigos e pessoas com deficiência vão participar do evento, que inicia a luta e conscientização sobre a doença.

    A 1ª Caminhada e Cadeirata de Conscientização da ELA aconteceram em São Paulo no ano passado com participação de 400 pessoas, na Avenida Paulista. E neste ano, a Associação Brasileira de Esclerose Lateral Amiotrófica (ABrELA), organizadora dos eventos, resolveu expandir para outras cidades do país, como Juiz de Fora, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasília, Porto Alegre, Maceió, Natal e Manaus.

    “Ficamos bem felizes com a adesão do pessoal de Manaus neste projeto. Para se ter uma ideia da importância de divulgar a Esclerose Lateral Amiotrófica, em média, o diagnóstico de ELA leva 23 meses para ser concluído. Isso acontece pela falta de informação e conhecimento. Este longo tempo priva o paciente de receber o tratamento adequado”, destaca a Adriana Oda, presidente da ABrELA.

    O objetivo da Cadeirata é sensibilizar e alertar sobre os cuidados e prevenções. “Através da caminhada queremos que as pessoas saibam que a ELA existe e que busquem informações técnicas sobre como diagnosticar e tratar, pois, quanto antes esse diagnóstico for feito, maiores são as possibilidades de intervenção”, enfatiza.

    Para quem tiver interesse em participar do evento basta se inscrever no site: www.sympla.com.br/abrela. A inscrição para participar é gratuita. Já quem tiver interesse em comprar o kit com camiseta deve desembolsar R$ 35. 

    Saiba Mais

    A Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é considerada uma doença degenerativa do sistema nervoso, que acarreta paralisia motora progressiva, irreversível, de maneira limitante, sendo uma das mais temidas doenças conhecidas. O diagnóstico de ELA, em um passado recente, impunha um prognóstico reservado, com ausência de perspectivas terapêuticas.

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Conheça a vida, a verdade e a morte do físico que mudou o tempo

    Brasileiro com ELA cria aplicativo para pessoas com distúrbios na fala