Fonte: OpenWeather

    Saúde


    Síndrome do Intestino Irritável tem cura? Veja quais são os sintomas

    Descubra os sintomas, os diagnósticos e o que fazer

    A "síndrome do intestino irritável" apresenta alguns sintomas característicos
    A "síndrome do intestino irritável" apresenta alguns sintomas característicos | Foto: Divulgação


    Manaus - Diarreia inesperada ou constipação (alteração do trânsito intestinal), somados a dores abdominais e cólicas são os sintomas mais comuns da chamada "Síndrome do Intestino Irritável" (SII). Esta é uma das condições que afeta o sistema gastrointestinal. Pelo menos 10 a 15% das pessoas no mundo sofrem com este tipo de problema. Especialistas orientam como evitar e aliviar os sintomas.

    Mais comum entre mulheres de 30 a 40 anos, a doença crônica ainda tem origens misteriosas, mas especialistas afirmam que uma das principais causas pode ser o emocional, em junção com outros fatores.

     “A SII é uma patologia crônica funcional que acomete o intestino, caracterizada por dor abdominal e alterações do hábito intestinal (constipação ou diarreia). Não se sabe a causa da doença, mas pode estar relacionada a hipersensibilidade visceral, pós infeções intestinais ou após eventos de grande estresse”, explica o vice-presidente da Sociedade Amazonense de Gastroenterologia e gastroenterologista da Susam, Leonardo Soares.

    O intestino é como um segundo cérebro e conta com mediadores e um sistema nervoso próprio. Além disso, a região do hipotálamo, no cérebro, é responsável, entre suas funções, pelo impulso de emoções e tem ligação direta com o sistema nervoso autônomo simpático e parassimpático, cujo principal nervo atua no tubo digestivo. É ele quem estimula a secreção de enzimas, ácidos e fatores digestivos, administrando toda a movimentação do intestino.

     Alimentos indicados para consumir

    A nutricionista Elizangela Mota indica os alimentos necessários para consumir e evitar a síndrome. Ela orienta ainda que é importante aliviar a tensão, o estresse, a pressão e tratar a ansiedade.

    “É importante ingerir o chá de camomila, hipericão e suco de maracujá. Além disso, investir em atividades físicas que proporcionem o relaxamento, como yoga, pilates e caminhada, também ajudam bastante. A alimentação correta é uma rotina que tem que acontecer sempre para prevenir ou adiar as crises”, diz.

    Alimentos muito estimulantes devem ser evitados: como café, chocolate e chá preto. E também os alimentos gordurosos e agressivos que precisam do intestino para concluir a digestão.

    Segundo a nutricionista, o paciente precisa fazer testes para saber quais alimentos estão prejudicando o intestino.

    “Retirar ou diminuir sorvetes, alimentos açucarados, bebidas alcoólicas, comidas condimentadas e apimentadas pode ajudar a pessoa a reconhecer onde está o problema. Ela também deve consumir fibras para ter um bolo fecal adequado”

    A nutricionista não indica o uso de laxante, pois pode agredir o intestino. Frutas como mamão e melão podem substituir o medicamento e melhorar a atividade intestinal.

    A pedagoga Lucineide Fernandes, de 40 anos, conta que sofre com a síndrome há um ano. Ela percebeu que algo estava errado quando começou a sentir constantes dores abdominais, diarreia e sensação de inchaço.

    “Fiz todos os exames necessários e foi detectado esta síndrome. A confirmação foi certa quando o médico atrelou os meus problemas com constantes crises de estresse. Isso ocorreu a partir de uma separação que sofri naquele ano”, diz.

    Hoje, Lucineide, cumpre uma severa dieta acompanhada pelo gastroenterologista e nutricionista. Por conta disso, fazem quatro meses que não sofreu mais com nenhum dos sintomas.

    Saiba Mais sobre os sintomas

    • Dor abdominal ou cólicas frequentes
    • Sensação de barriga inchada
    •  Produção exagerada de gases intestinais
    • Períodos de diarreia, intercalados com prisão de ventre
    • Aumento do número de evacuações por dia
    • Fezes com secreção gelatinosa


    Pauta e edição: Bruna Souza

    Leia Mais: 

    Está ansioso? Veja os efeitos da ansiedade para o coração

    Conheça os sintomas do estresse que merecem sua atenção

    Mito ou verdade? No AM, banha de cobra é usada como remédio natural