Fonte: OpenWeather

    OLD_spte


    Thiago Neves evita falar sobre medicamento

    Thiago Neves chegou ao Rio de Janeiro nesta sexta-feira (15) e evitou comentar sobre o seu veto na Venezuela – foto: Ricardo Ayres/Photocamera

    O meia Thiago Neves não quis se envolver em novas polêmicas e tratou de fugir de qualquer pergunta sobre os motivos que o levaram a ficar de fora da estreia do Fluminense na Copa Libertadores.

    A equipe carioca desembarcou no Aeroporto Internacional Tom Jobim nesta sexta-feira (15) e fez de tudo para impedir que o se envolvesse em uma nova confusão.

    O jogador foi vetado depois de informar a diretoria que havia se medicado por conta própria durante o Carnaval. Thiago Neves alegou que estava com uma sinusite e tomou um remédio que poderia apontar para doping.

    Com receio de qualquer punição ao clube e ao atleta, os tricolores consultaram a Conmebol e optaram por não escalar o meia na vitória por 1 a 0 sobre o Caracas, na Venezuela.

    Ao ser indagado sobre a doença sentida durante o feriado prolongado, o meia manteve a sua versão e deu respostas evasivas. “Vou falar o quê? Não tem o que falar. Fico muito triste com isso. Qualquer um quer jogar um jogo de Libertadores”, comentou, brevemente, antes de seguir para o veículo fretado para a delegação do Fluminense.

    A postura que será adotada pela diretoria e pela comissão técnica ainda não foi divulgada pelo Tricolor das Laranjeiras. O diretor de futebol Rodrigo Caetano já havia dito que não poderia dar detalhes sobre os procedimentos que serão adotados pela cúpula carioca. Abel Braga, por sua vez, mostrou aparente irritação na Venezuela e deixou qualquer punição a cargo dos dirigentes cariocas.