Fonte: OpenWeather

    OLD_spte


    Ciclistas explicam a importância de atentar para detalhes da bicicleta antes de iniciar a prática

    Sol Petrus, filho de Aldévio Praia, é a prova de que esse cuidado é  “hereditário” - Foto: Diego Janatã
     
    Pedalar sempre foi considerado hábito saudável. Há algum tempo, virou febre em Manaus, angariando cada vez mais adeptos dispostos a colocar a bicicleta para andar a qualquer hora do dia sem nem pensar duas vezes. O que poucos sabem, no entanto, é que a atividade requer cuidados prévios, personalíssimos e fundamentais para que o ciclismo seja de fato uma alegria e não uma fonte de dores em várias partes do corpo por falta de ajustes no equipamento.
     
    Ainda pouco divulgado na capital baré, o bike fit (cuja tradução literal é "ajuste de bicicleta") é a ato de tornar a bicicleta personalizada para cada pessoa e sua necessidade. Dependendo da altura e peso do ciclista, bem como, o local e modalidade de ciclismo que se deseja praticar, a bicicleta precisa ser ajustada – do contrário, em pouco tempo, podem surgir diversas dores corporais indesejadas.
    O professor de educação física especializado em fisiologia do exercício, Aldévio Praia, fez cursos de bike fit em São Paulo e no Rio de Janeiro. Ele sabe o quanto esse cuidado é importante. "Trata-se de um ajuste para incorporar o ciclista à bicicleta, aplicando medidas anatômicas que vão beneficiar a biomecânica da pessoa no equipamento. Se você estiver com o selim muito baixo, vai ter problemas no joelho. Se estiver muito alto, terá problemas no ligamento", explica Praia, adicionando casos de possíveis dores nas articulações, tornozelos, lombar, cervical, ente outros.
    "Tenho amigos ortopedistas que vêem seus consultórios cheios, graças a esse "boom" de ciclistas em Manaus sem o devido preparo. Logo no início ainda tem jeito, mas depois que a situação fica crítica, chega a ter casos de artroscopia", alerta o profissional de educação física. A artroscopia é um procedimento cirúrgico para reparar danos do interior de uma articulação.
    Praia explica, em linhas gerais, que antes de adquirir a bicicleta, a pessoa deve observar o tamanho do quadro (esqueleto da bicicleta), que deve ser proporcional à sua altura, e que tipo de ciclismo deseja praticar. Feito isso, posteriormente é o momento de personalizar o equipamento por meio do bike fit. O problema, segundo Praia, é a notável carência de vendedores preparados para dar estas orientações em Manaus.
    "Aqui existe uma carência de vendedores que podem orientar quanto a esses detalhes. É importante que as lojas especializadas se preocupem em contratar vendedores que tenham o necessário conhecimento para prestar consulta ao cliente".
    De outro lado, Praia também alerta os ciclistas menos humildes para a importância do bike fit. "Tem gente que não aceita sugestão. Acha que entende de tudo. Depois de algum tempo começa a sentir dores e não sabe por que", ressalta. "A postura e todos os movimentos a serem feitos na bicicleta devem estar alinhados. São detalhes que apenas podem ser corrigidos com o bike fit".
    Para quem fez recente incursão no ciclismo ou está pensando em pedalar, Aldévio Praia dá dicas. "Eu recomendo, se você não é do ramo ou está começando, iniciar com uma bicicleta que você possa passear com os seus amigos. E depois, quando você definir o que quer, verificar o tamanho do quadro", encerra. Então, pense duas vezes antes e incorpore o bike fit para desfrutar do melhor do ciclismo.