Fonte: OpenWeather

    OLD_spte


    Naça com o ‘beabá’ na ponta da língua

    Equipe sub-20 do Leão da Vila Municipal fez último treino ontem – foto: Joel Rosa
     
    Em clima de concentração total, a seleção sub-20 do Nacional realizou, na tarde de ontem (2), o último treino antes de embarcar para a Copa São Paulo de Futebol 2013, maior competição de futebol júnior do Brasil.
     
    Focados em superar o resultado obtido em 2008, quando o clube teve a melhor atuação, os meninos têm o desafio nada fácil de encarar os rivais do Grupo W, começando pelo Grêmio de Osasco neste domingo (6).
     
    No ano passado, o Leão da Vila Municipal jogou três partidas, contra o Figueirense-SC, o Ponte Preta-SP e o Flamengo de Guarulhos, respectivamente. Perdeu as três primeiras e venceu a última. De acordo com o treinador da seleção sub-20, Darlan Borges, foram detalhes perfeitamente superáveis que fizeram o Nacional perder os dois jogos. Para essa temporada, erros foram corrigidos e a esperança renovada.
     
    “Isso serviu de aprendizado. Trabalhamos em cima dos nossos erros, principalmente evitar pegar gol tanto começo quanto no final da partida. No começo sempre tem muito nervosismo, o jogador demora a se concentrar no jogo. No final, tem o cansaço”, afirma Borges.
     
    Segundo o treinador, a seleção mirim tem treinado diariamente desde 10 de setembro, inclusive nos feriados e festas de fim de ano. A estratégia utilizada nos últimos treinos é o esquema 3-5-2, variando com 4-3-3.
     
    “Contamos com três zagueiros habilidosos, dois atacantes rápidos. Sinto que o time está muito mais bem preparado em relação ao do ano passado. Tenho certeza que vamos fazer uma grande campanha lá em São Paulo”.
     
    Dentre os talentos de destaque do time, Darlan Borges cita Yan Santos, 19 (meia direita), Michael Vidinha, 19 (meia esquerda), Weverton Coelho, 19 (atacante) e Breno Rêgo, 19 (meia esquerda), titulares absolutos. Mas também houve baixas: o zagueiro Anderson Pantera, 18, rompeu o ligamento do joelho e está fora; e o volante reserva Damião Castro, 18, ficou três semanas afastado por motivo de doença e não terá tempo hábil para se recuperar fisicamente para a Copa. Pantera será substituído por Douglas Souza, 19.
     
    Rivais de pesoO Nacional caiu no Grupo W, formado também pelo Grêmio de Osasco, Internacional e Paulista, clubes conhecidos pela atuação exemplar de suas seleções sub-20. Na opinião de Darlan Borges, trata-se do grupo mais forte da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no entanto, isso não é motivo para medo.
     
    “Nós pegamos o grupo mais forte da Copa. Mas ano passado também pegamos um grupo muito forte, com três clubes de serie A do brasileirão [Figueirense-SC, Ponte Preta-SP e Flamengo de Guarulhos], e fomos de igual para igual com eles e perdemos em detalhes”, enfatiza.
     
    A primeira partida do Nacional acontece no domingo (6) no Estádio Municipal Prefeito José Liberatti, em Osasco (SP). O clube amazonense enfrenta o Grêmio de Osasco, nome forte, porém não intimidador.