Fonte: OpenWeather

    OLD_spte


    Técnicos da Fifa visitam Arena Amazônia

    Os técnicos checaram as obras da Arena e também a infraestrutura da cidade – foto: Joel Rosa
     
    O prefeito Arthur Neto e 45 técnicos da Federação Internacional de Futebol (Fifa-sigla em inglês), visitaram neste domingo (28) as obras da Arena Amazônia, a fim de analisar se o montante já construído “bate” com as plantas oficiais.
     
    A comissão veio à capital amazonense em março do ano passado e retornará em setembro deste ano, realizando regularmente reuniões neste meio tempo.
     
    É de conhecimento público que a construção da Arena da Amazônia passou por dificuldades no ano passado, devido à suspensão do repasse da verba do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a mando do Tribunal de Contas da União (TCU).
     
    O percalço resultou em seis meses de atraso nas obras, porém, de acordo com a equipe, presente no pronunciamento feito ontem à imprensa, não houve nenhum comprometimento do prazo final de entrega do estádio, marcado para dezembro deste ano.
     
    Clima de otimismoO clima que antecedeu à visita da comissão às instalações era de satisfação. O gerente geral de integração operacional do COL (comitê organizacional local), Tiago Paes, frisou a importância da união de esforços entre o governo e prefeitura, minimizando a existência de diferentes obstáculos nas obras em Manaus em comparação às outras sedes da Copa.
     
    “A dificuldade é a mesma. Trata-se de um evento é muito complexo. Alguns estádios têm uma área externa maior, outros, têm acesso ao público maior, então é difícil dizer qual é mais fácil ou difícil. Todos são complexos, mas todos bem pensados e planejados”, afirmou.
     
    O chefe do escritório da Copa do Mundo 2014, Chris Unger, também se fez presente e frisou que a visita não seria de cunho arquitetônico. “Não estamos aqui para ver a progressão construção, mas sim para verificar o que podemos fazer para deixar os planos operacionais mais afinados”.