>

    Fonte: OpenWeather

    Equilíbrio


    É preciso gerenciar nossas emoções para sermos felizes

    A palavra Emoção vem do Latim (ex movere) e significa mover para fora. Leia mais no artigo de José Trintin, psicólogo e articulista

    Escrito por JOSÉ TRINTIN no dia 18 de agosto de 2021 - 20:02
    José Trintin, psicólog | Foto: Arquivo Em Tempo

     

    José Trintin, psicólog
    José Trintin, psicólog | Foto: Arquivo Em Tempo

    Ter uma vida com harmonia, equilíbrio, propósito e bem-estar é um grande desafio, todavia, para alcançar este estado se faz necessária uma série de atitudes comportamentais incluindo, entre outras, gerenciar ou administrar nossas emoções as quais estão inseridas em nossa experiência de vida, nas motivações internas sejam conscientes ou não, na personalidade e temperamento.

    A palavra Emoção vem do Latim (ex movere) e significa mover para fora. A emoção vem a ser uma sensação física ou emocional provocada por algum estímulo o qual pode ser um sentimento ou algum acontecimento, observando que está relacionada ao processo de exteriorização enquanto o sentimento mais voltado ao processo interior e podemos elencar um número infinito de emoções sentidas pelo ser humano, mas aqui evidenciamos alguns principais, entre elas a alegria, a raiva, o medo, o tédio, ansiedade, desejo, calma, etc.

    A autorregulação ou autocontrole vem a ser a habilidade de exercer o poder sobre si mesmo controlando respostas instintivas como raiva, ira, impulsividade, etc. e consequentemente, a capacidade de regular os sentimentos, pensamentos e emoções através de ações equilibradas e saudáveis permitindo, desta forma, um considerável aumento da qualidade de vida no contexto individual e dentro das relações sociais e familiares. Para a efetiva ação do autocontrole importante destacar a importância do autoconhecimento entendendo o que se passa em seu interior e controle sobre si mesmo através da administração dos sentimentos e emoções a nosso favor.

    Prestar atenção nos mínimos detalhes sobre como nos sentimos diante de fatos ou acontecimentos do dia à dia é uma ferramenta muito importante para dar um ponto inicial neste projeto de gerenciamento de emoções, pois, invariavelmente, temos emoções inconscientes e não sabemos o motivos e a partir daí precisamos nos questionar sobre tais emoções: Como avalio esta reação emocional? Ela é positiva? Com que frequência acontece? Qual sentimento provoca? Entre outros muitos questionamentos que ajudarão no processo de reflexão sobre os agentes motivadores de nossas emoções.

    Desta forma, administrar as emoções requer acima de tudo, observação sobre si mesmo tentando identificar a experiência emocional possibilitando uma compreensão que permita intervir de forma assertiva, mantendo foco no que precisa ser feito, transformando medos em superação, frustração em oportunidades, oportunizando uma vida com qualidade emocional destacando ainda a importância do desejo sincero de ficar bem, independente do que estiver passando na vida, fazendo com que o gerenciamento de suas emoções seja um grande aliado da busca do bem-estar e felicidade.

    José Trintin, psicólogo

    Leia mais:

    Psicologia e felicidade

    Amazonas é o estado do Brasil que mais compra antidepressivos

    Uso de celular é o principal motivo das brigas de casal na pandemia

    Campanha Amazonpedia