>

    Fonte: OpenWeather

    Editorial


    EDITORIAL: Pobre geração “nem-nem”

    Brasil ultrapassa a casa dos 11 milhões de jovens fora do mercado de trabalho e sem dinheiro para arcar com os estudos

    Escrito por Em Tempo* no dia 21 de setembro de 2021 - 20:29

     

    | Foto: Arquivo/ VEJA


    No Brasil, ultrapassa a casa dos 11 milhões o exército de jovens da triste geração “nem-nem”, sem dinheiro para pagar seus estudos, fora do mercado de trabalho e das salas de aula. Eles não estudam e tampouco trabalham.

      Para mudar esse estado de coisas, em 2018 começou a tramitar no Congresso Nacional projeto de lei de autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI), atual chefe da Casa Civil da Presidência da República. O PL buscava garantir aos jovens o acesso gratuito e com prioridade aos cursos de educação profissional e tecnológica. Também estabelecia cotas para a contratação de adolescentes abrigados em programas de jovens aprendizes.  

    De acordo com especialistas, a proposta de Ciro poderia contribuir para a reversão da tragédia que abate milhares de jovens cidadãos na faixa etária entre 15 e 29 anos, que precisam retornar ao mercado de trabalho com a maior urgência.

    Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o problema é mundial, já que o exército de jovens sem ocupação nenhuma representa mais de 35% dos desempregados do planeta, a maioria mulheres.

    No Brasil, segundo pesquisa nacional por amostra de domicílios do IBGE, o exército de jovens “nem-nem” só aumentou a partir de 2018, quadro que se agravou com a pandemia do coronavírus, levando ao desespero agora adultos entre 25 e 34 anos que não concluíram o ensino médio. A OIT reconhece a gravidade da situação e apela, em relatório, por sérias e urgentes ações de governo que façam a diferença. Portanto, o PL de Ciro Nogueira necessita andar no Congresso.

    Leia mais:

    Permanência de Wilson Lima no governo pode sinalizar absolvição no STJ

    Setembro amarelo: prevenir o suicídio na idade tardia

    EDITORIAL: Manaus, por uma 'Cidade Mais Segura'

    Campanha Amazonpedia