>

    Fonte: OpenWeather

    Contexto


    Bolsonaro e Wilson Lima inauguram termelétrica em Roraima

    A expectativa é que o gás gere R$ 720 milhões de arrecadação para o período de toda a operação em 15 anos

    Escrito por Em Tempo* no dia 29 de setembro de 2021 - 19:54

     

    | Foto: Divulgação


    O presidente Jair Bolsonaro e os governadores do Amazonas e Roraima, Wilson Lima e Antônio Denariu, inauguraram ontem a usina termelétrica de Jaguatirica 2, em Boa Vista, Roraima.

    O abastecimento da usina, desde a última segunda-feira, é garantido pelo gás extraído do Campo do Azulão, no município de Silves, no baixo Amazonas. Vinte carretas diariamente cumprem o percurso de 780 km levando gás até Jaguatirica.

    A empresa Eneva adquiriu o Campo do Azulão em 2017. Entre royalties e outros tributos federais e estaduais, a expectativa é que o gás gere R$ 720 milhões de arrecadação para o período de toda a operação em 15 anos.

    Repúdio a Guedes 

    A redução em 10% do Imposto de Importação (II), proposta pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, castigando a Zona Franca de Manaus, foi repudiada por lideranças empresariais e parlamentares que veem na manifestação mais um ato hostil do ministro contra o Amazonas.

    A proposta de Guedes foi criticada pelo presidente da Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos), Jorge Nascimento Júnior, e pelo presidente do CIEAM, Wilson Périco. A redução da alíquota do Imposto de Importação “torna a fabricação no Brasil mais cara quando comparada à fabricação fora do país”, diz Jorge.

    “Golpe fatal”

    Wilson Périco classificou a proposta de “miopia econômica” e na Assembleia Legislativa o deputado Serafim Corrêa (PSB) chamou de “golpe fatal no PIM” o ato de Guedes. 

    “Os preços daquilo que é produzido na Zona Franca de Manaus perderão competitividade diante dos importados”, afirmou o deputado.

    Auxílio Emergencial 

    O presidente Jair Bolsonaro admitiu prorrogar o Auxílio Emergencial 2021 até dezembro enquanto o Ministério da Economia conclui a elaboração do Auxílio Brasil, uma reformulação do Bolsa Família.

    Especialistas do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar) da UFMG veem como altamente positivo o Auxílio, que impediu a queda desproporcional do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e quase 6% de perdas acumuladas para a soma das riquezas produzidas pelo país até 2040. 

    Ajuda às famílias

    De acordo com o Cedeplar, o Auxílio Emergencial, um programa de R$ 291 bilhões em 2020, impediu também uma queda adicional de 5,5 pontos no consumo das famílias naquele ano e de 10,4% até 2040. 

    “Para o investimento, sem o auxílio, essa variável desviaria negativamente 4,07% da sua taxa de crescimento observada em 2020 (-0,8%). Em 2040, os efeitos acumulados de sua ausência gerariam um desvio negativo acumulado de 11,3%”, diz a professora Débora Freire.

    Prosamim da Sharp

    A Assembleia Legislativa aprovou ontem a contratação de um empréstimo da ordem de US$ 80 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

    Os recursos serão aplicados na construção do Prosamim da Sharp, onde residem 10 mil famílias.

    Primeira federação

    Com a liberação das federações partidárias pelo Congresso Nacional, legendas pequenas e de esquerda já intensificam conversas e acordos buscando se unir para encarar as eleições de 2022.

    Em Brasília, fervilham entendimentos à esquerda envolvendo PCdoB, PSB e PSOL. À direita, Cidadania, PV e Rede tentam acertos.

    Pelo novo modelo, as legendas devem atuar, na prática, como se fossem um único partido e ficar juntas por, no mínimo, quatro anos nas esferas municipal, estadual e federal.

    Anel Viário 

    O Governo do Amazonas concluiu o pagamento de indenizações aos proprietários de imóveis e terrenos situados na área de influência da obra de construção do Anel Viário de Humaitá, com 11,5 quilômetros de extensão.

    Os imóveis foram desapropriados para que a obra tivesse continuidade sem ter seu cronograma prejudicado.

    Com investimento da ordem de R$ 4.487.332,00, foram pagas as indenizações referentes a 58 desapropriações, entre casas e terrenos. 

    Bolsonaro: Mil dias

    O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, liderou, ontem, a programação de inaugurações, em Manaus, dos 1000 dias do governo Jair Bolsonaro no país.

    A capital amazonense representou a região Norte nas comemorações, com o titular do MCTI entregando o prêmio Mulheres Inovadoras 2021 (FINEP/MCTI) às representantes das empresas vencedoras EZScience e Konioca. Cada uma recebeu o prêmio de R$ 100 mil.

    POP Ciência

    Em outro evento, o ministro Marcos Pontes distribuiu materiais de divulgação científica como parte do projeto Pop Ciência, sob a responsabilidade da Secretaria de Articulação e Promoção da Ciência (SEAPC) do MCT.

    O projeto incentiva maior interação entre a população e as atividades científicas.

    MCTI Futuro

    O programa MCTI Futuro foi o terceiro evento realizado por Marcos Pontes em Manaus. A iniciativa tem o objetivo de capacitar 40 mil pessoas e apoiar ações para o desenvolvimento da transformação digital aplicadas ao ensino básico, médio, técnico e superior, e em pós-graduação, residência tecnológica e qualificação profissional. 

    O programa também foca o incentivo a pesquisas e estudos nas áreas da computação em nuvem, big data, inteligência analítica, mídias sociais, cybersegurança, internet das coisas, comunicações avançadas, fotônica, manufatura avançada, design de circuitos integrados, robótica e inteligência artificial.

    Projeto Salas

    O quarto evento de Marcos Pontes foi o lançamento de dois laboratórios do Projeto SALAS MCTI (Sistema Amazônico de Laboratórios Satélites).

    O projeto visa a instalação de infraestruturas de apoio à pesquisa científica no território amazônico. Foram entregues uma SALAS Flutuante Vitória Régia e um SALAS de Selva – Peixe-boi.

    O último evento de ontem foi a premiação dos medalhistas das Olimpíadas Científicas MCTI. Anualmente, cerca de 20 milhões de alunos participam das competições nacionais, que premiam os melhores colocados e servem como seletiva para disputas internacionais.

    Disputa tucana 

    Previstas para novembro, as prévias para a escolha do candidato do PSDB à Presidência da República estão mais do que nunca polarizadas entre os governadores Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, e João Dória, de São Paulo.

    Leite já conta com o apoio declarado dos diretórios de sete estados: MG, RS, PR, BA, CE, AL e AP. Dória  tem o apoio de cinco: SP, PA, DF, AC e TO.

    Pesca polêmica 

    Virou polêmica na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei nº 422/2021, de autoria do deputado Tony Medeiros (PSD), que incentiva a pesca esportiva no Estado do Amazonas, mas, segundo o deputado Dermilson Chagas (sem partido), prejudica a pesca artesanal.

    Dermilson critica a reserva de mercado aos operadores do turismo de pesca constante do PL de Tony que em dois artigos proíbe o abate do tucunaré no Estado e determina multas de até R$ 100 mil aos desobedientes.

    Leia mais:

    Câmara derruba veto de Bolsonaro e proíbe despejos na pandemia

    Câmara deve adiar análise da reforma administrativa

    Anistia Nacional lista violação de direitos no governo Bolsonaro

    Campanha Amazonpedia