Fonte: OpenWeather

    Contexto


    CONTEXTO: Impugnação em Coari, Tropas federais e mais

    Confira a coluna Contexto desta sexta-feira (12)

    Escrito por Em Tempo* no dia 12 de novembro de 2021 - 20:44

     

     

    | Foto: Divulgação

    Coligação Ficha Limpa para Coari pede

    a impugnação de Keitton Pinheiro

    A campanha eleitoral na Terra do Petróleo pegou fogo antes mesmo de sua reta final. A Coligação Ficha Limpa para Coari ingressou com ação junto a 8ª Zona Eleitoral pedindo a impugnação da candidatura de Keitton Pinheiro (PP), da Coligação Unidos Por Coari.

    A coligação do candidato Robson Tiradentes (PSC) alega que Keiton era vice da chapa eleita em 2020 e que foi cassada pelo TRE-AM, com a posterior confirmação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pela caracterização de um terceiro mandato em um mesmo núcleo familiar. 

    Como parte da causa que gerou a cassação da chapa encabeçada por Adail Filho, Keitton não poderia se candidatar a cargo executivo no pleito seguinte, alega a coligação de Robson. “O impugnado busca registro de candidatura a cargo majoritário pouco tempo depois de ter participado da eleição anterior, prática que viola o artigo 219 do Código Eleitoral”, dizem os advogados de Robson na ação judicial.

    Tropas federais 

    A pedido da Justiça Eleitoral de Coari, o TRE-AM  aprovou, por unanimidade, na quinta-feira (11), o envio de forças federais para garantir a segurança e a lisura da eleição suplementar marcada para o dia 5 de dezembro.

    Os desembargadores aprovaram o pedido considerando o histórico de violência e atentados em pleitos passados, que resultaram, inclusive, na depredação da Câmara Municipal e da residência de um ex-prefeito da Terra do Petróleo.

    Bairros agitados

    Neste fim de semana, as coligações Ficha Limpa para Coari e Unidos Por Coari colocam seus blocos de caça votos nas ruas de vários bairros da cidade, de olho na batalha final de 5 de dezembro.

    O candidato Robson Tiradentes (PSC) promete ampliar o Direito à Cidadania, colocar em funcionamento o restaurante popular, com refeição a R$ 1,00, além do Vale Gás e do Vale Leite, bem como a construção de creches na cidade e na zona rural do município.

    Fundo Amazônia

    A COP26 chegou ao fim com o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, reclamando dos países ricos por não destravarem o Fundo Amazônia cujas negociações estão paradas.

    Financiado pela Noruega (93,8%) e Alemanha (5,7%), o fundo possui em caixa US$ 2,9 bilhões para ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento na Amazônia brasileira. 

    No entanto, em 2019 o dinheiro foi suspenso devido ao comportamento do ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que queria mudar a ferro e fogo alterar o Conselho Administrativo que gerencia os repasses milionários.

    Cofres cheios

    Ontem, o Governo do Amazonas transferiu  R$ 150 milhões para os cofres da Prefeitura de Manaus.

    Os recursos são pertinentes a convênios assinados pelo governador Wilson Lima e o prefeito David Almeida visando o recapeamento e asfaltamento de ruas de todas as zonas da cidade de Manaus. 

    O total do pacote de investimentos é da ordem de R$ 580 milhões.

    Deboche de Abreu

    A senadora Kátia Abreu (PP-TO) está sendo detonada nas redes sociais por tratar com deboche uma mensagem enviada por membros da ONG Engajamundo pedindo para ela barrar o Projeto de Lei 2.159/2021, conhecido como “PL do fim do Licenciamento ambiental” e “Pai de todas as boiadas”, do qual Abreu é relatora.

    O deboche ocorreu no nono dia da COP26, no pavilhão oficial do Governo Federal, nas presenças de Joaquim Leite (ministro do Meio Ambiente), Robson Braga (presidente da CNI – Confederação Nacional da Indústria), deputado Marcelo Ramos (vice-presidente da Câmara de deputados) e senador Rodrigo Pacheco (presidente do Congresso Nacional).

    Kátia classificou de “fofa” a caixa preta que lhe foi entregue pela jovem indígena Jaciara Borari.

    Motosserra de Ouro

    O deboche de Kátia Abreu ao menosprezar o pedido da Ong Engajamundo mostra que a senadora não mudou seu comportamento desde quando era  ministra da Agricultura, em 2010.

    Na ocasião, ambientalistas agraciaram a senadora com o antiprêmio Motosserra de Ouro por defender a flexibilização do Código Florestal. 

    Em maio deste ano, ela prometeu transferir seu prêmio ao então ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente), também ironicamente homenageado pelo movimento Jovens do Clima com o prêmio Exterminador do Futuro.

    Medalha para Augusto

    Atendendo a propositura do vereador Professor Samuel (PL), a Câmara Municipal de Manaus (CMM) homenageará o auditor fiscal Augusto Bernardo Sampaio Cecílio com a Medalha de Ouro Cidade de Manaus.

    Articulista do Em Tempo e autor do livro "Outros Olhares sobre a Educação Fiscal", Augusto receberá a distinção no dia 02 de dezembro, às 11hs, no Plenário Adriano Jorge, Paço Municipal dos Manáos.

    PertCovid

    Com a relatoria a cargo do deputado federal amazonense Zé Ricardo (PT), foi aprovado na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (Cedeics), da Câmara Federal, o Projeto de Lei Complementar nº 130/2020, que institui o Programa Especial de Regularização Tributária decorrente da crise causada pela pandemia da Covid-19 (PertCovid).

    O PL, pronto para ir à votação em plenário, permite às microempresas  parcelarem débitos tributários com o Simples Nacional.

    Zé também conseguiu aprovar três emendas que vão melhorar o PertCovid, reduzindo os valores mínimos das parcelas, de R$ 300 para R$ 100.

    Maués alerta

    Segundo nota da Prefeitura de Maués, por meio do número de telefone 92 8589-1217, pessoas desconhecidas estão utilizando indevidamente a imagem e o nome do procurador geral de Maués, Sérgio Vital Leite de Oliveira.

    “Pedimos que desconsiderem as mensagens de WthasApp e ligações proveniente de tal número ou de números duvidosos”, afirma a nota da prefeitura maueense, assegurando que as medidas cabíveis já estão sendo tomadas.

    Metodologia BIM

    O emprego da metodologia Building Information Modeling (BIM), pelo Governo do Amazonas, é destaque na terceira edição do Congresso BIM, de Norte a Sul, organizado pelo Conselho Regional de Engenharia e Agricultura de Santa Catarina. 

    A metodologia está sendo adotada de forma pioneira pelo Estado, nas obras executadas pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE).

    Conforme o coordenador executivo da UGPE, Marcellus Campêlo, a metodologia permite maior transparência, facilitando a fiscalização e acompanhamento dos projetos especiais do governo.

    Tijolos ecológicos

    O que antes virava lixo e despesa para os cofres públicos agora é reaproveitado e transformado em tijolos. 

    É assim que a Prefeitura de Manaus, por meio da Semulsp, transforma a madeira proveniente da poda de árvores na capital do Estado. 

    Na quarta-feira (10) foi assinado um Termo de Cooperação Técnica, na sede da FIEAM, com o Sindicato da Indústria de Olaria do Estado do Amazonas (Sindicer-AM) para viabilizar a troca de podas de árvores por tijolos ecológicos. 

    Covid-19 recrudesce

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) já se diz alarmada com o recrudescimento da Covid-19 na Europa.

    Para a entidade, vários governos europeus erraram ao exagerar na flexibilização das medidas de restrições com o processo de cobertura vacinal incompleto.

    O diretor regional da OMS para a Europa, Hans Kluge Roeselare, cita como exemplo a Espanha que, apesar da alta cobertura (em torno de 80%), vê novos casos de Covid aumentarem diariamente.

    Leia mais:

    CONTEXTO: PCC aumenta poder na fronteira, auxílio emergencial e mais

    EDITORIAL: Muito se espera do Brasil na COP-26

    EDITORIAL: O Amazonas na COP26

    Articulistas

    Comentários