>

    Fonte: OpenWeather

    contexto


    CONTEXTO: Fux em Manaus, Megavacinação e mais

    O programa busca melhorar a eficiência jurisdicional e fortalecer a justiça digital em um novo processo de modernização, aproveitando as inovações tecnológicas.

    Escrito por Em Tempo* no dia 19 de novembro de 2021 - 20:28

     

     

    | Foto: Divulgação

    Em Manaus, Fux prestigia adesão do TJAM à Justiça Digital e curte jiu jitsiu no Centro Vasco Vasques

    Em Manaus, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, prestigiou ontem a adesão do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJ-AM) ao Programa “Justiça 4.0”, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), presidido pelo magistrado.

    O programa busca melhorar a eficiência jurisdicional e fortalecer a justiça digital em um novo processo de modernização, aproveitando as inovações tecnológicas.

    Neste sábado, Fux participa do lançamento do curso de especialização em direito notarial e registral da UEA (Universidade do Estado do Amazonas), no Hotel Juma Ópera. Na ocasião, ele abordará o tema “Análise Econômica do Direito” em palestra.

    Também hoje, a partir das 17 horas, o ministro, que é faixa coral de jiu jitsiu,  prestigiará o evento de arte marcial ‘Até o Último Samurai’, no Centro de Convenções Vasco Vasques. O  evento é promovido pelo Instituto Mundial Osvaldo Alves Brazilian Jiu-Jitsu, com apoio da Federação de Jiu-Jitsu do Amazonas (FJJAM).

    Castro desmente

    Atualmente vinculado à Fundação Amazônia Sustentável (FAS), o ex-deputado estadual Luiz Castro desmentiu, conforme matéria veiculada ontem pelo Em Tempo, que tivesse autorizado o presidente regional da Rede Sustentabilidade, Tacius Fernandes, a divulgar sua participação nas eleições de 2022 como candidato ao Senado pelo partido de Marina Silva.

    "O que houve é que fui comunicado pela direção da Rede de que poderiam me apoiar para o Senado, se assim eu decidisse. Porque antes o apoio era para uma candidatura a deputado federal. Mas eu não disse que teria aceitado essa nova proposta.  Eu dialogo com o PDT, que me fez esta proposta antes da Rede. Só vou definir, no fim deste mês em diante", disse Castro.

    Como admitiu ao ET, o ex-parlamentar participará do processo eleitoral do próximo ano, faltando, entretanto, definir cargo e partido.

    Esperando Lupi 

    Fontes do PDT garantiram à coluna que a decisão de Luiz Castro sobre o seu novo destino partidário acontecerá logo após um novo encontro que terá com o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, em Manaus, no início de dezembro.

    “O Castro tem interesse no PDT e tudo vai depender da  reunião entre ele e Lupi provavelmente no dia 2 de dezembro”, adiantou a fonte.

    Marcellus livre

    Conforme o Diário Eletrônico de 18/11, o Ministério Público Federal arquivou processos sobre inquéritos e outros procedimentos abertos contra a SES-AM, a maioria envolvendo a gestão do ex-secretário de Saúde Marcellus Campêlo.

    Os processos se referiam a supostas ações irregulares no auge da pandemia da Covid-19.

    As investigações do MPF constataram não haver comprovação de ilícitos contra Marcellus, decidindo pelo arquivamento dos processos.

    Megavacinação

    Sob a coordenação das secretarias SES e SEMSA, Governo do Estado e Prefeitura de Manaus realizam uma megavacinação, neste sábado (10), como parte de campanha nacional promovida pelo Ministério da Saúde para intensificar a vacinação antiCovid-19 em todo o país.

    Trinta postos atenderão pessoas a partir de 18 anos na Arena da Amazônia, entre 8h e 16h, com a segunda dose e com a dose de reforço.

    “Desafio”, diz Fraxe

    “Ainda temos o desafio de aumentar a adesão das pessoas à segunda dose até atingirmos o mínimo de 90%, para que a população esteja, de fato, protegida”, diz a secretária municipal de Saúde de Manaus, Shádia Fraxe, sobre a vacinação em massa.

    Segundo a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, a megavacinação também alcançará os 61 municípios do Estado do Amazonas.

    Aclamação de Paiva

    Sem adversários, o atual Defensor Público Geral, Ricardo Paiva, deverá ser aclamado nas eleições de 03 de dezembro para seguir comandando a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) no biênio 2022/2023.

    As eleições, que  também determinarão a escolha dos novos membros  do Conselho Superior  da DPE, ocorrerão sob a responsabilidade de uma Comissão Eleitoral constituída por três defensores e defensoras, bem como por três suplentes, todos estáveis e em efetivo exercício de suas funções no órgão.

    Simonetti confiante

    Com o apoio de 23 seccionais, o advogado criminalista amazonense José Alberto Simonetti, de 43 anos, é o maior favorito para vencer a disputa eleitoral de 31 de janeiro de 2022 para a escolha do próximo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil.

    Se vencer a batalha, Beto Simonetti será o segundo amazonense a presidir a OAB nacional depois da vitória de Bernardo Cabral em 1981, em plena Ditadura Militar.

    Emendas à LOA

    Segundo o presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador David Reis (Avante), será de 23/11 a 06/12 o prazo para apresentação de emendas parlamentares à Lei Orçamentária Anual (LOA).

    O total de R$ 40 milhões, correspondente a 0,8% do orçamento da Prefeitura de Manaus, está disponível para as emendas parlamentares na LOA 2022.

    Agenda em Manaus

    Os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), respectivamente presidente e vice da CPI da Pandemia, estarão em Manaus na próxima segunda-feira (22) para eventos importantes.

    Eles irão ao Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM) e ao Ministério Público do Estado (MP-AM) entregar cópias do relatório da CPI que investigou supostas irregularidades ocorridas na campanha de imunização nacional contra a Covid-19.

    Defesa da Amazônia 

    A defesa de um Plano Nacional de Uso Sustentável da Floresta Amazônica, enfatizando a Zona Franca de Manaus, será um dos principais pontos de uma possível agenda do PSDB para a campanha presidencial de 2022.

    De acordo com o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto, o Plano praticamente foi amarrado junto a cúpula nacional tucana durante o debate promovido pela rede CNN Brasil, na quarta-feira (17), envolvendo os candidatos que disputarão as prévias do partido neste domingo (22).

    Cientista se destaca

     O pesquisador sênior do Inpa/MCTI, biólogo Adalberto Luis Val, foi eleito membro titular da Academia Mundial de Ciências (TWAS). 

    O biólogo integra os sete pesquisadores brasileiros que estão entre os 58 novos membros da instituição selecionados no dia 1º de novembro, durante a realização da Assembleia Geral da Academia Mundial de Ciências. 

    Val atua há 40 anos no Inpa, onde estuda as adaptações biológicas dos peixes da Amazônia, incluindo os efeitos das mudanças climáticas, para apoiar a conservação da biodiversidade, a segurança alimentar e a piscicultura. 

    Mais áreas protegidas

    Para o pesquisador Antônio Fonseca, do Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia), a degradação da Amazônia só será contida por meio da conversão de grande parte da floresta em áreas protegidas, alcançando terras indígenas, territórios quilombolas e unidades de conservação. 

    “Além disso, é necessário que sejam intensificadas as fiscalizações, principalmente nas áreas críticas. Enquanto houver invasões de florestas públicas por grileiros, com objetivo de obter a posse legalizada dessas áreas, o desmatamento, infelizmente, tende a continuar”, afirma o pesquisador.

    Índices ruins 

    De acordo com números do SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento) do Imazon, o desmatamento na Amazônia, neste ano de 2021, superou os números de 2020, elevando o cenário de degradação da região.

    Entre janeiro e outubro, o desmatamento consumiu 9.742 km² de floresta. O Estado do Pará foi o que mais desmatou: 56%, com o Amazonas em segundo lugar no ranking negativo, apresentando 39% de floresta destruída.

    Leia mais:

    EDITORIAL: A indústria verde na COP 26

    EDITORIAL: Governo do AM busca emplacar patrulhamento ostensivo

    CONTEXTO: Eleições no TCE, reajuste ao MP-AM e mais

    Campanha Amazonpedia