>

    Fonte: OpenWeather

    editorial


    EDITORIAL: A eleição suplementar de Coari

    O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) determinou que o município de Coari limite os repasses de verbas públicas até que se conclua a eleição suplementar para prefeito prevista para o dia 5 de dezembro.

    Escrito por Em Tempo* no dia 22 de novembro de 2021 - 19:15

     

    | Foto: Divulgação

    Em nome da transparência, da probidade e da moralidade da ordem política, o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) determinou que o município de Coari limite os repasses de verbas públicas até que se conclua a eleição suplementar para prefeito prevista para o dia 5 de dezembro. 

    A decisão da conselheira Yara Lins, contemplando Pedido de Medida Cautelar dirigido à Corte de Contas pelo cidadão coariense Adonias Tavares da Silva, estabeleceu o bloqueio das contas da Prefeitura Municipal e autorizou apenas a realização de pagamentos dos salários dos servidores e despesas com áreas consideradas prioritárias como educação e saúde. 

    Em se tratando de um agitado processo eleitoral em marcha, o ato de Yara merece aplausos, determinando que a Secretaria de Fazenda do Amazonas (Sefaz) e o Fundo Previdenciário do Estado do Amazonas (Amazonprev) suspendam pagamentos não essenciais para a Prefeitura coariense até a posse do novo prefeito.

    O ato, logicamente, previne práticas abusivas, tão características de grupos que, contaminados pelos maus hábitos da velha política, exorbitam no uso do dinheiro público, atentando contra as regras éticas que regem a administração pública. Yara, assim, proibiu nomeações, contratações ou qualquer outra forma de admissão, bem como demissão sem justa causa, além da realização de festas e demais eventos culturais não urgentes. O ato, sobretudo, impede que a máquina pública seja manipulada para propósitos eleitoreiros abomináveis.

    Leia mais: 

    EDITORIAL: Programação de natal com 13° na conta

    CONTEXTO: Fux em Manaus, Megavacinação e mais

    CONTEXTO: Entidades temem pelo ENEM, luta por Bolsonaro e mais

    Campanha Amazonpedia