>

    Fonte: OpenWeather

    editorial


    EDITORIAL: Corrupção na mira do Tribunal de Justiça do Amazonas

    O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) é mais uma Corte de Justiça a fortalecer o combate ao uso indevido do dinheiro público no país

    Escrito por Em Tempo* no dia 29 de novembro de 2021 - 19:15

     

    | Foto: divulgação

    Ao aderir ao Programa Nacional de Prevenção à Corrupção (PNPC), o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) é mais uma Corte de Justiça a fortalecer o combate ao uso indevido do dinheiro público no país, seguindo as metas da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla). As ações são coordenadas pela Rede de Controle da Gestão Pública, patrocinada pela Controladoria-Geral da União (CGU) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

    Lançado em maio deste ano, com o apoio de muitas entidades nacionais, o programa estimula a atuação conjunta entre órgãos e entidades, públicos e privados, que trabalham com a fiscalização, o controle e a inteligência como forma de aperfeiçoar o combate à corrupção e à lavagem de dinheiro por meio dos eixos de prevenção, repressão, capacitação e difusão. O objetivo final é reduzir os níveis de fraudes e corrupção.

    “A iniciativa tem como objetivo principal valorizar e incentivar as organizações públicas do Brasil que se dispõem a se conhecer para melhorar seus padrões de integridade. É um reconhecimento à decisão de participar de um processo evolutivo e colaborativo de todo o setor público brasileiro que visa a reduzir os níveis de corrupção do nosso País a patamares similares aos de países desenvolvidos”, descreve o texto que detalha o PNPC.

    O TJAM, portanto, se estrutura para cumprir bem o Plano de Ação contra os desvios, cada vez mais abusivos, do dinheiro público e privado. A sociedade pode saber maiores detalhes acerca do programa acessando a página da Transparência, no portal do TJAM (https://www.tjam.jus.br/index.php/transparencia).

    Leia mais:

    Uma vez Flamengo, sempre Flamengo

    CONTEXTO: Fieam repudia garimpeiros, confiança na PF e mais

    EDITORIAL: A Repressão em defesa do Madeira

    Campanha Amazonpedia