>

    Fonte: OpenWeather

    Editorial EM TEMPO


    EDITORIAL: garimpo no rio Madeira é crime contra o Amazonas

    Alguns deputados estaduais tiveram ontem o desplante de defender garimpeiros que, financiados por mecenas misteriosos, protagonizaram uma invasão em massa no Rio Madeira

    Escrito por Em Tempo* no dia 30 de novembro de 2021 - 19:24

     

    Balsas dos garimpeiros sendo destruídas durante a operação
    Balsas dos garimpeiros sendo destruídas durante a operação | Foto: Divulgação

    De costas para os reais problemas ambientais do Amazonas, alguns deputados estaduais tiveram ontem o desplante de defender garimpeiros que, financiados por mecenas misteriosos, protagonizaram uma invasão em massa no Rio Madeira, tentando tomar de assalto uma localidade próxima à comunidade de Rosarinho, onde fala-se haver grande reserva de ouro.

    As imagens de centenas de balsas ameaçando a cidade de Autazes foram vistas pelo mundo inteiro via redes sociais, causando horror aos seres humanos de bom senso. O barulho midiático das redes assustou os líderes que orientavam os invasores, e ordenaram a dispersão das balsas para evitar prejuízos maiores no confronto como as forças de segurança.

    Por isso, a Operação Uiara queimou apenas 69 balsas e seus equipamentos ilegais. As demais balsas fugiram antes, deixando para trás indignação e revolta com mais um espetáculo tétrico contra o meio ambiente amazônico.

    Agora, deputados saem em defesa de garimpeiros criminosos e falam em regulamentar uma atividade ilegal para a qual o próprio Congresso Nacional nunca levou a sério e que hoje, por conta de seus lucros milionários, se associa ao tráfico de drogas.

    Vítima da gananciosa corrida do ouro, o Rio Madeira está natimorto, segundo o Ibama, e a região de Autazes prestes a se transformar em uma nova Serra Pelada. O mercúrio, usado nos garimpos, se acumula nos peixes ameaçando a saúde da população ribeirinha. E as dragas infernais cavam o fundo do rio, destruindo-o lentamente. Nas terras indígenas os crimes perpetrados pela mineração clandestina também são horrivelmente impactantes. Quando os políticos terão pena do Madeira agonizante?

    Leia mais: 

    EDITORIAL: Corrupção na mira do Tribunal de Justiça do Amazonas

    CONTEXTO: Governo retoma entrega de auxílio, retomada geral e mais

    CONTEXTO: Garimpos criminosos, quadro pode piorar e mais

    Campanha Amazonpedia