Homicídio


Homem é morto a tiros enquanto brincava com filho de oito anos

O crime aconteceu em frente à residência da vítima, no bairro Tarumã em Manaus, na tarde deste domingo (30). Assista ao vídeo do momento em que a polícia e o IML estão no local

Além do filho, outro familiar ainda presenciou a ação e foi ameaçado com uma arma na cabeça
Além do filho, outro familiar ainda presenciou a ação e foi ameaçado com uma arma na cabeça | Foto: Waldick Junior

Manaus - O que poderia ser apenas um domingo (30) chuvoso se mostrou um dia de luto para a família de Denilson Gama da Silva, 38 anos. Ele foi morto a tiros na frente do filho de oito anos, enquanto os dois brincavam de papagaio em frente a residência dele, na rua Chuveirinho, no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus. 

No local do crime, a rua de terra batida e com lama da chuva ‘sentiu’ o corpo da vítima, que ficou estirado no chão. Ao redor dele, familiares chorando a perda, agentes da 20ª Companhia Interativa de Polícia (Cicom) e os profissionais da imprensa. 

O Tenente Abraão, responsável pela operação da PM, detalhou o ocorrido mas não informou a quantidade de tiros efetuados na vítima. "Por volta das 14h30, ele estava soltando pipa, quando dois cidadãos chegaram numa moto e fizeram vários disparos. Vale salientar que uma criança estava com a vítima e quando viu os tiros, correu desesperada”, contou o agente de segurança pública. 

Além do filho do morto, outro familiar ainda presenciou a ação. Após os disparos, o irmão dele, um pastor evangélico, estava chegando de carro quando viu os assassinos fugindo de moto. “É o meu irmão”, gritou o pastor ao ver o corpo jogado na lama, com marcas de bala, relatou o familiar. 

Ao ouvir o grito, os atiradores foram na direção do irmão da vítima e ainda miraram a arma na cabeça dele, mas não efetuaram qualquer tiro. Eles o deixaram e foram embora. 

Histórico no crime

De acordo com a Polícia Militar, o homem morto tinha histórico no crime. Ele, inclusive, utilizava uma tornozeleira quando foi morto. “Esse rapaz cumpriu um ano de cadeia por tráfico e há 90 dias ele havia saído da prisão. O plano dele era mudar de vida, e por isso se mudou da Compensa pra cá, no Tarumã. Mas aí o encontraram e mataram”, detalhou o Tenente Abraão. 

Procedimentos 

No local, o Instituto Médico Legal (IML), iniciou os procedimentos de perícia e seguirá na identificação da causa da morte. A Polícia Civil buscará encontrar os responsáveis pelo crime.

O Em Tempo esteve ao vivo durante a retirada do corpo. Assista à live:



Leia mais

Vídeo: Apanhou até desmaiar após ser acusado de roubo na zona Leste

Briga entre irmãos deixa os dois esfaqueados no Bairro Cidade de Deus