Fonte: OpenWeather

    Corpo desovado


    'Corpo desovado': criminosos algemam, torturam e matam homem em Manaus

    O corpo foi desovado em uma área de mata no Distrito Industrial 2 e foi encontrado nesta terça-feira (22)

    O corpo foi removido para o IML
    O corpo foi removido para o IML | Foto: Yasmin Feitosa

    Manaus - Após moradores relatarem forte odor em uma região de mata no Distrito Industrial 2, na Zona Leste de Manaus, a polícia encontrou um corpo do sexo masculino em avançado estado de decomposição, na manhã desta terça-feira (22), na avenida Flamboyant. O homem estava algemado e tinha sinais de tortura.

    O corpo estava jogado em um barranco e foi necessário a ajuda do Corpo de Bombeiros Militares do Amazonas (CBMAM) para auxiliar na remoção.

     De acordo com o delegado Guilherme Antoniazzi, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o corpo pode ter sido abandonado no local há, aproximadamente, quatro dias.

    "Possivelmente ele foi jogado no final de semana, sexta-feira (18) ou sábado (19), pois, segundo relatos, o odor estava desde domingo. Essa área é um local usado pelos criminosos para desova de corpos, sempre tem ocorrências desse tipo na região”, explicou o delegado.

    Foi preso a ajuda dos bombeiros na remoção
    Foi preso a ajuda dos bombeiros na remoção | Foto: Yasmin Feitosa

    O homem estava trajando calça, blusa, sapatos e cinto preto. Ele tem uma tatuagem na barriga, conforme a polícia.

    "Ele estava algemado e deve ter sido torturado, pois é possível ver marcas na região de cima do corpo. A perícia vai confirmar indícios das torturas ou lesão de arma de fogo na cabeça. Vamos fazer as diligências para poder identificá-lo e procurar qual a motivação deste crime", disse Antoniazzi.

    O corpo estavam em avançado estado de decomposição
    O corpo estavam em avançado estado de decomposição | Foto: Yasmin Feitosa

    Após a perícia, feita pela equipe do Departamento de Polícia Técnica-Científica (DPTC-AM), o cadáver foi encaminhado para exames de necropsia na sede do Instituto Médico Legal (IML), na Zona Norte.

    O assassinato será investigado pela Delegacia de Homicídios, que pelas caraterísticas pode ter sido motivado por acerto de contas. Na localidade não tem câmeras de segurança, o que dificulta na identificação dos criminosos.

    Acompanhe a live feita no local do crime

    Leia mais: 

    Nove pessoas são indiciadas pela morte de policias em Nova Olinda

    Dupla guardava drogas em forno de fogão para driblar polícia em Manaus

    Vídeo: cantor é preso acusado de matar namorada e simular suicídio