Brutalidade


Agricultor é morto a facadas e tem corpo carbonizado no Amazonas

Conforme a polícia, os assassinos atacaram Adriano com golpes de arma branca e, na tentativa de ocultar o crime, enrolaram o corpo em um colchão, colocaram fogo e tentaram enterrar em uma cova rasa

O caso está sendo investigado pela  34ª Delegacia Interativa de Polícia
O caso está sendo investigado pela 34ª Delegacia Interativa de Polícia | Foto: Divulgação

Careiro Castanho (AM) - O corpo do agricultor Adriano Jorge Lima da Silva, de 25 anos, foi encontrado na noite da última quarta-feira (30), no ramal Jerusalém, km 9 da AM-254, no Careiro Castanho (a 86 quilômetros de distância de Manaus).

A vítima foi morta de forma brutal. Conforme a polícia, os assassinos atacaram Adriano com golpes de arma branca e, na tentativa de ocultar o crime, enrolaram o cadáver em um colchão, atearam fogo e tentaram enterrar em uma cova rasa. O corpo ficou carbonizado. 

Por volta das 18h, moradores do ramal acharam o cadáver e acionaram o 1º Pelotão Independente de Polícia Militar (1º PIPM) do município de Careiro Castanho. 

Durante a remoção do corpo, a vítima foi reconhecida e também seria moradora daquela região. A equipe do 1º PIPM ainda recebeu a informação de que Adriano seria usuário de drogas. Pelas características, a polícia acredita que o assassinato tenha sido motivado por um acerto de contas. 

O corpo do agricultor foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), na Zona Norte da capital, onde passou por exame de necropsia. 

O caso está sendo investigado pela 34ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Careiro Castanho. 

Leia mais 

Detento do semiaberto é achado morto em porta-malas de carro em Manaus

Jovem assassinada a facadas tinha sonho de fazer faculdade em 2021

Em Borba, jovem mata padrasto com facada na perna por causa de comida