Estupro de Vulnerável


Adolescente revela em carta estupros que sofria do cunhado em Manaus

Os abusos sexuais aconteciam desde quando a menina tinha 7 anos. O suspeito, na época, era namorado da irmã mais velha da vítima

 

Com o passar do tempo a menina foi acumulando os sofrimentos e já na adolescência resolveu se expressar por meio de um carta
Com o passar do tempo a menina foi acumulando os sofrimentos e já na adolescência resolveu se expressar por meio de um carta | Foto: Divulgação

Manaus - Angustiada com os traumas vividos na infância, uma adolescente de 15 anos descreveu em uma carta os abusos que sofreu nas mãos do cunhado, um homem, atualmente com 32 anos. O suspeito acabou preso na manhã desta quarta-feira (14), no bairro Compensa 2, Zona Oeste de Manaus. 

Os abusos sexuais aconteciam desde quando a menina tinha 7 anos. O suspeito, na época, era namorado da irmã mais velha da vítima. Ele se aproveitava do momento em que a criança ficava sozinha para violentá-la. 

Com o passar do tempo, a menina foi acumulando os sofrimentos e na adolescência resolveu se expressar por meio de uma carta. O bilhete seria também um recado de despedida, pois a menina planejava tirar a própria vida por não saber mais conviver com o abalo emocional. 

A carta acabou sendo encontrada pela mãe da vítima e, em seguida, entregue à polícia. O caso chegou ao conhecimento da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), em agosto de 2019, quando foi aberto um inquérito policial e o autor do crime passou a ser considerado foragido. 

"Na época ele não foi localizado. O inquérito foi encaminhado à Justiça sem o interrogatório do suspeito. E, após um ano, foi decretado a prisão preventiva dele. Depois de um levantamento de investigação conseguimos achar o paradeiro dele e realizamos a prisão", explicou a delegada Joyce Coelho.

A titular da Depca explicou, ainda, que o crime chocou toda a equipe de investigação. "Na carta ela falava do sofrimento, da dor, do ato que sofreu. Não trazia detalhes do abusador, mas após um desabafo com familiares e a equipe policial, ela apontou o autor do crime, no âmbito familiar", disse a delegada. 

Mesmo após um ano do descobrimento do caso, o suspeito negou os crimes durante depoimento na Depca, onde agora ele permanece à disposição da Justiça. 

A adolescente passa por acompanhamento psicológico. "Hoje esperamos que seja mais um passo para a recuperação dessa vítima", ressaltou a delegada.

Leia mais 

Pai é preso por estuprar filha de cinco anos na Zona Leste

Homem é detido suspeito de estuprar as filhas e a enteada em Manaus

Sangrando, criança é levada ao hospital após ser estuprada pelo pai