Apreensão


'Baixinho' receberia R$ 200 mil para transportar 130 kg de cocaína

Ele fazia o transporte da droga que vinha da Colômbia para qualquer facção que pagasse pelo serviço

A ação foi deflagrada na terça-feira (13)
A ação foi deflagrada na terça-feira (13) | Foto: Suyanne Lima

Manaus - Um homem de 28 anos, conhecido como "Baixinho", apontado como o responsável por transportar drogas para facções criminosas da capital, foi preso pelas equipes do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) com 130 kg de cocaína, avaliadas em R$ 3 milhões.

A ação foi deflagrada na terça-feira (13), em uma embarcação que trafegava no rio em Anamã, distante 209 quilômetros de Manaus. 

De acordo com o delegado Rafael Allemand,  diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), além de Baixinho, outros dois funcionários dele foram presos. O suspeito já fazia esse tipo de transporte há algum tempo e não fazia parte de nenhuma facção criminosa. 

"Ele atendia qualquer facção que pedisse drogas de Tabatinga e cobrava R$ 1,5 mil por cada quilo transportado. A embarcação dele era pequena justamente para não chamar atenção das autoridades. Esse transporte durava cerca de 20 dias. A substância era produzida na Colômbia", contou a autoridade policial. 

| Foto: Suyanne Lima

As investigações que resultaram na prisão do transportador de drogas foram iniciadas após outras ações que resultaram em grandes apreensões de entorpecentes. Ele já estava sendo monitorado e os policiais conseguiram prendê-lo.

Os três criminosos foram encaminhados à base do DRCO, onde foram adotados os procedimentos cabíveis. A droga também foi apresentada no local e deve passar por perícia. Eles foram flagranteados por tráfico de drogas e associação para o tráfico e devem ficar à disposição da Justiça.

Veja a transmissão sobre o caso:

Leia mais:

Trio é preso pela Rocam enquanto faziam entrega de drogas no Alvorada

Dezessete presos fogem de penitenciária no Distrito Federal