Fonte: OpenWeather

    Roubo de veículos


    Líderes de quadrilha que ostentavam na internet são presos em Manaus

    A operação prendeu 11 integrantes da quadrilha e contabilizou mais de 100 motos furtadas pelo grupo criminoso em 2020

    Os líderes esbanjavam os veículos como prêmios
    Os líderes esbanjavam os veículos como prêmios | Foto: Divulgação

    Manaus - Onze pessoas foram presas ao longo da Operação "Zodíaco", deflagrada na quarta-feira (21), pela Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv). Eles são apontados como integrantes de uma quadrilha especializada em roubos, furtos e clonagem de veículos na capital.

    De acordo com o delegado Cícero Túlio,  titular da Derfd, a ação teve apoio das equipes do 11° Distrito Integrado de Polícia (DIP) e Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Foram cumpridos 12 mandados judiciais, de prisões e de buscas e apreensão. 

    "Mais de 100 motos foram furtadas pela quadrilha em 2020. Eles determinavam o cometimento dos crimes e após a adulteração revendiam as motocicletas, principalmente para municípios do interior do Estado. Eles eram divididos em núcleos gerencial que determinavam os roubos, núcleo operacional que cometia esses crimes e clonagem e o núcleo logístico responsável por revender as motocicletas adulteradas", explicou o delegado. 

    Os líderes do grupo foram identificados como Geraldo Nogueira, o "lutador", Marcos Gabriel, Matheus Dias,  o "Mascote: e Raiff Silva. Eles ostentavam em redes sociais com carros de luxo, motocicletas e festas. 

    Com Marcos e Matheus foram apreendidos documentos falsificados. Já com Geraldo foi apreendida uma motocicleta roubada. 

    Eles faziam questão de mostrar a vida de ostentação
    Eles faziam questão de mostrar a vida de ostentação | Foto: Reprodução

    Outras duas motocicletas com restrição de furto e adulteradas, dois carros de passeio e uma pick-up adulterada também foram apreendidas na operação. 

    Os 11 presos foram indiciados por furto qualificado, organização criminosa, uso de documento falso, adulteração de sinal identificado de veículo e receptação qualificada. Eles devem permanecer à disposição da Justiça na Central de Recebimento e Triagem (CRT), no quilômetro oito da rodovia federal BR-174.

    Leia mais:

    Em 72 horas, mais um motorista de aplicativo é assaltado em Manaus

    Áudio revela ação violenta de ladrões de motoristas de app em Manaus