Homicídio


Adolescente morre após ser brutalmente espancado no Cidade de Deus

A vítima teria sido apontada como suspeito de uma tentativa de roubo de motocicleta, mas crime ainda não foi confirmado pela polícia

| Foto: Divulgação

Manaus - O cabelereiro Rian Saimir de Freitas, de 17 anos, morreu, por volta das 19h15 desta quinta-feira (6), no Hospital João Lúcio, vítima de agressão física. Horas antes, o jovem foi atacado pela população revoltada, que o apontou como suspeito de tentar roubar uma moto, na avenida Autaz Mirim, comunidade Braga Mendes, bairro Cidade de Deus, na Zona Leste. 

O espancamento do adolescente foi filmado por moradores da localidade. No vídeo, a vítima aparece jogada no chão e cercada pelos agressores. Rian chora enquanto recebe vários chutes na cabeça. Devido às imagens fortes, o conteúdo não será publicado.

Não há informações sobre como teria ocorrido a, suposta, tentativa de roubo que o jovem foi acusado. E o crime ainda não foi confirmado pela polícia.

Por volta das 18h, a 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foi acionada por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).

A equipe policial encontrou a vítima inconsciente na via pública e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que socorreu Rian e o encaminhou para o pronto-socorro, onde ele morreu. 

Conforme o Boletim de Ocorrência (BO), registrado pelo irmão da vítima na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a família foi informada sobre o crime através de um casal de conhecidos, que teria presenciado as agressões que Rian sofreu.

Rian era morador do bairro Grande Vitória e a família, ainda, relatou à polícia que desconhece o motivo dele estar no bairro Cidade de Deus, onde foi atacado. A reportagem não conseguiu contato com os familiares. 

O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil. 

Leia mais 

Homem é espancado até a morte e tem crânio esmagado em Maués, no AM

Vídeo: Mulher é baleada na cabeça e bandido agredido na Compensa

Vídeo: idoso é brutalmente espancado com pá durante discussão