Fonte: OpenWeather

    Corrupção em hospital


    Polícia investiga vendas de cirurgias em hospital de Manaus

    A denúncia da prática ilegal foi feita pela própria direção da unidade hospitalar

    Deccor cumpriu mandado de busca e apreensão no Hospital e Pronto-Socorro Adriano Jorge.
    Deccor cumpriu mandado de busca e apreensão no Hospital e Pronto-Socorro Adriano Jorge. | Foto: Divulgação

    Manaus - A Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão, na manhã desta quinta-feira (3), no Hospital Fundação Adriano Jorge (HFAJ), localizado na Zona Sul de Manaus. Há suspeitas de que cirurgias estariam sendo vendidas a pacientes em lista de espera.

    De acordo com a Delegacia Especializada em Combate à Corrupção (Deccor), a denúncia das suspeitas da prática ilegal foi feita pela própria direção da unidade hospitalar.

    Nesta primeira fase, a equipe apreendeu somente documentos e alguns objetos, que já dão alguns indicativos de como o esquema funcionava, segundo informou o delegado Guilherme Torres, titular da Deccor.

    Em rápida conversa com a imprensa, Torres destacou que já existem suspeitos no radar da polícia. “Já identificamos algumas materialidades e alguns suspeitos, mas não podemos dar mais detalhes neste momento”, pontuou o delegado.

    Guilherme Torres foi questionado se o esquema seria comandado por funcionários do próprio hospital, mas ele preferiu não responder e destacou que a operação continuará em novas etapas, após a análise do conjunto de material apreendido.

    Resposta da Secretaria de Saúde do Amazonas (SES-AM)

    Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde informou que já instaurou, por meio da Secretaria Executiva de Controle Interno, procedimento para apurar administrativamente o caso e reforçou que está dando total e irrestrito apoio à Polícia Civil do Amazonas, tendo a denúncia que originou as investigações sido feita pela direção do HFAJ.

    A SES-AM ressaltou que tem trabalhado com total transparência em seus atos, fortalecendo os mecanismos de controle interno, organizando procedimentos e fluxos para oferecer um serviço de saúde eficiente e para coibir qualquer tipo de prática prejudicial ao Estado e à sociedade.

    Envolvidos em fraude, servidores do Detran-AM são presos em operação

    Polícia Civil promove debate público contra a corrupção em Iranduba

    Polícia Federal realiza nova fase da operação 'Sangria' no Amazonas