Fonte: OpenWeather

    Feminicídio


    Caso Heloísa: Após um ano, família sonha com condenação de Sabóia

    “Eu vou até o fim, até a condenação”, diz mãe da jovem que foi estrangulada, torturada e teve as unhas arrancadas. O principal suspeito Michael de Souza Sabóia já está preso

    Heloísa foi estrangulada e torturada
    Heloísa foi estrangulada e torturada | Foto: Divulgação

    Manaus - Neste próximo sábado (12), completa um ano do desaparecimento da adolescente Heloísa Medeiros da Silva, que tinha 17 anos. Três dias depois, a estudante de técnico em enfermagem foi encontrada morta seminua, com sinais de estrangulamento, em um casarão na rua Miranda Leão, no bairro Centro, Zona Sul de Manaus. Um ano depois, a família sonha com a condenação de Michael Sabóia de Souza, de 19 anos, já preso e apontado como principal suspeito do crime. 

    Segundo Vanusa Medeiros, mãe de Heloísa, após um ano da morte da filha, o sentimento de dor e perda permanece entre os familiares. Para ela resta, resta a luta por Justiça pela morte cruel da adolescente e o sonho de ver Michael Sabóia condenado. 

    Heloísa era estudante de técnico de enfermagem
    Heloísa era estudante de técnico de enfermagem | Foto: Divulgação

    “É um processo que está em segredo de Justiça, mas estou tendo acesso a todos os documentos por meio da Defensoria Pública. Até agora nenhuma audiência foi marcada, esperamos que esse processo ande mais rapidamente neste ano que vai entrar. Eu vou lutar até o fim, até o julgamento e a condenação dele”, declarou a mãe. 

    Medeiros disse que ao longo do processo Michael Sabóia alegou que não tinha intenção de matar Heloísa e que só teve contato com ela nos dias do fato. A defesa dele, segundo a mãe, tenta mudar o indiciamento de homicídio qualificado, para homicídio culposo. 

    “Fiquei muito revoltada pelas acusações que ele fez contra a minha filha. Acredito que ele não vai confessar e não vai reconhecer que errou. Mas não vamos desistir da verdade”, relatou. 

    Como forma de homenagear Heloísa, os familiares irão se reunir no próximo domingo (13), às 18h, na Igreja Católica de Santa Clara, localizada na rua Oscar de Lima Rayol, na comunidade Mundo Novo, na Zona Norte de Manaus, em uma missa solene. 

    “Minha sobrinha não morreu por acaso. Vamos aguardar que a Justiça seja feita. Não queremos que o caso seja esquecido”, disse o tio de Heloísa, Fábio Medeiros.

    A prisão

    Michael Sabóia ainda pediu perdão à mãe da vítima na chegada a Manaus
    Michael Sabóia ainda pediu perdão à mãe da vítima na chegada a Manaus | Foto: Divulgação

    Desde o dia 5 de junho deste ano, Michael Sabóia, está atrás das grades. Ele foi preso no Estado do Maranhão, para onde fugiu logo após o crime. 

    Segundo informações repassadas pelo delegado Paulo Martins da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) em coletiva de imprensa no dia em que Michael chegou à Manaus após ser preso,  o suspeito cortou os cabelos de Heloisa e arrancou as unhas dela, com o intuito de dificultar a identificação da jovem, após desovar o corpo dela. 

    “O intuito dele era desfigurar a moça para dificultar a identificação dela, ele teve três ideias, além dessa, que seria embrulhar o corpo dela em um plástico e jogá-la no rio para ser comida pelos peixes”, disse o delegado. 

    Assim que foi transferido à Manaus, Sabóia ainda pediu perdão à mãe de Heloísa que aguardava na porta da Delegacia Geral de Polícia Civil do Amazonas. 

    “Eu quero pedir perdão, estou arrependido. Não tenho envolvimento com nenhuma facção, eu não matei ela porque quis. A gente estava alcoolizado e sua filha estava drogada”, disse Michael no dia na frente da imprensa. Ele continua mantendo o discurso em defesa, segundo a família da vítima.

    Audiências

    A reportagem entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) para saber se há previsão para o início das audiências de instrução em torno do caso, mas devido ao processo estar em segredo de Justiça, a assessoria não pode repassar informações processuais.

    A reportagem também tentou obter contato com a defesa de Michael Sabóia, mas não obteve êxito.

    Leia Mais

    Amigas revelam à família o perfil do suspeito de assassinar Heloísa

    Procurado por matar Heloísa, Michael Sabóia é preso no Maranhão

    Sociedade cobra e polícia diz que caso Heloísa não foi esquecido