Fonte: OpenWeather

    Cativeiro


    Vídeo: sequestro de empresário termina com policiais presos em Manaus

    Dois policiais estão envolvidos na ação criminosa. As equipes da DEHS e do Fera encontraram o cativeiro nesta quarta-feira (16)

    | Foto: Suyanne Lima

    Manaus - Cinco pessoas, incluído dois policiais militares, foram presas na tarde desta quarta-feira (16), em um cativeiro, na rua Egito, comunidade Parque das Nações, Zona Norte de Manaus, onde um empresário estava sendo mantido refém após ser sequestrado. Um dos policiais é lotado na Rocam Motos.

    De acordo com os policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o empresário foi sequestrado no bairro Educandos, na terça-feira (15), e os suspeitos teriam pedido resgate para liberarem a vítima. 

    | Foto: Divulgação

    Os policiais civis da DEHS e do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) foram acionados e passaram a atuar no caso. Eles conseguiram localizar o lugar onde a vítima estava e fizeram o resgate. De oito pessoas, cinco foram presas e outras três conseguiram fugir pois haviam ido supostamente buscar o dinheiro. 

    O empresário e os suspeitos foram levados para a sede da especializada. Na casa em que foram localizados, havia várias fardas da Polícia Civil e dois veículos. 

    | Foto: Suyanne Lima

    Eles devem ser ouvidos e mais detalhes da ação serão repassados em coletiva de imprensa, que deve acontecer na manhã desta quinta-feira (17).

    Confira o vídeo da chegada dos suspeitos na DEHS

    | Autor:
     

    SSP-AM

    Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informou que serão abertos procedimentos administrativos e um Inquérito Policial Militar para aprofundar a apuração do caso envolvendo a prisão dos policiais militares.

    Os procedimentos correrão paralelos ao inquérito policial sobre o crime, que será conduzido pela Delegacia de Homicídios e Sequestros.

    "A Secretaria de Segurança reitera seu compromisso com a promoção da segurança pública da população amazonense e destaca que não compactua com qualquer atitude ilícita. Por isso, o titular da pasta, coronel Louismar Bonates, determinou que a Corregedoria-Geral acompanhe o caso e adote todas as medidas cabíveis", diz um trecho da nota.

    O Comando-Geral da PM informou que encaminhou à Diretoria de Justiça e Disciplina para acompanhar o caso e que também não compactua com qualquer prática irregular e que possui um código de ética e legislação próprio, com regras bem claras para penalizar aqueles que cometem qualquer tipo de infração.

    Leia mais:

    Polícia segue buscas por bebê de 2 meses jogada em igarapé de Manaus

    Vídeo: Bombeiros fazem buscas por bebê jogado em igarapé de Manaus

    Padrasto confessa que jogou bebê de dois meses em igarapé por ciúmes