Fonte: OpenWeather

    Latrocínio


    Mototaxista é morto mesmo após entregar celular para ladrões em Manaus

    O mototaxista foi socorrido por populares e encaminhado para o Hospital Platão Araújo, onde ficou internado por um dia, mas não resistiu

    Mesmo após ter recolhido o objeto, os ladrões atiraram contra a vítima
    Mesmo após ter recolhido o objeto, os ladrões atiraram contra a vítima | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Manaus - O mototaxista Cleber Farias Gomes, de 43 anos, morreu na noite deste domingo (20), no Hospital Platão Araújo, onde estava internado desde que havia sido baleado durante um assalto no último sábado (19). O caso, agora configurado como latrocínio - roubo seguido de morte, aconteceu na rua Isis, comunidade Alfredo Nascimento, na Zona Norte de Manaus.

    Segundo familiares relataram à polícia, os criminosos estavam em um carro, modelo Volkswagen Saveiro, quando abordaram Cleber e exigiram que ele entregasse o celular. Mesmo após ter recolhido o objeto, os ladrões atiraram contra a vítima, que foi atingida na região do abdômen.

    O mototaxista foi socorrido por populares e encaminhado para o Hospital Platão Araújo, onde ficou internado por um dia, mas não resistiu e acabou morrendo. O corpo dele foi removido para o Instituo Médico Legal (IML).

    A ocorrência foi registrada no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde deve ser investigado.  

    Outro caso de latrocínio no mesmo dia

    Na mesma noite, e próximo ao local em que Cleber foi baleado, outro trabalhador também foi vítima de um latrocínio. José Carlos Batalha Fernandes, de 48 anos, morreu após ser atingido com um tiro na cabeça durante um assalto ocorrido em um salão, na rua Beija-Flor, bairro Cidade de Deus, na Zona Norte.

    Leia mais

    Homem é assassinado por 'pistoleiros' na Compensa

    Suspeito diz que matou 'parceiro' porque ele armou 'casinha'

    Homem é morto e corpo é jogado na AM-010