Fonte: OpenWeather

    Ação Policial


    Traficante que ostentava armas nas redes sociais é preso em Manaus

    Operação foi deflagrada após divulgação de vídeos em redes sociais onde criminosos ostentavam armas de fogo na comunidade Parque São Pedro

     

    Suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo
    Suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo | Foto: Suyanne Lima

    Manaus - Um integrante de uma facção criminosa identificado como Marcelo Vidinha da Silva, de 37 anos, foi preso com 12 armas de fogo nesta terça-feira (23). Conforme as autoridades, ele é apontado como traficante que atuava na comunidade Parque São Pedro, no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus.

    A ação aconteceu após reforço policial na localidade, devido a divulgação de vídeos em redes sociais onde criminosos ostentavam armas de fogo.

    Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), Marcelo é subordinado a um traficante conhecido como "Ling" que foi preso ontem (23), em outro Estado. Já Marcelo foi preso no momento em que carregava uma sacola plástica cheia de armas em um posto de combustíveis na entrada no conjunto Manôa, na Zona Norte de Manaus.

    Após a abordagem, ele revelou que o restante do armamento estava guardado em um terreno baldio na avenida Arquiteto José Henriques Rodrigues, no bairro Monte das Oliveiras, naquela mesma zona.

    Ao todo foram localizados um fuzil AR-15, uma espingarda calibre 12, oito pistolas de calibre 765, 45 e 9 milímetros, dois revólveres calibre 38 e 32, além de coletes balísticos e 38 munições.

    Marcelo foi autuado em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. O caso será encaminhado ao Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc).

    Veja coletiva em que o secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Boates, comentou sobre a operação

    Leia mais 

    Homem tenta esconder arma na privada, mas acaba preso em Manaus; veja

    Sobe para 6 o número de mortos em confrontos no Santo Agostinho

    Família e amigos de Manuella Otto pedem condenação e expulsão de PM