Fonte: OpenWeather

    Perda


    Recém-formado em Direito é morto em assalto e caso gera revolta no AM

    Andres Ruan Pablo Silva Sanchez foi vítima de um assalto a mão armada, nenhum suspeito foi preso. População de Tabatinga reivindica melhores condições de segurança no município

     

    O crime causou indignação na população do município
    O crime causou indignação na população do município | Foto: Divulgação

    Tabatinga (AM) – Recém-formado em Direito pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Andres Ruan Pablo Silva Sanchez, de 23 anos, morreu após ser vítima de um assalto a mão armada em Tabatinga (distante 1,106.78 km em linha reta de Manaus), na noite do último sábado (27).

    O crime causou indignação na população do município, que acompanhou e prestou homenagens no cortejo fúnebre e no enterro do jovem, neste domingo (28). Segundo testemunhas, pelo menos três assaltantes estão envolvidos no crime, mas nenhum suspeito foi preso.

    A população também lançou uma campanha para reivindicar Justiça para a vítima. Após ser atingido por por cinco tiros, o jovem chegou a receber atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tabatinga, mas não resistiu aos ferimentos, e morreu no local. Andres Sanchez havia se formado em bacharelado no dia 17 de fevereiro. 

    De acordo com a delegada Mary Anne Mendes Trovão, titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tabatinga, o caso está sendo investigado como possível latrocínio e um Inquérito Policial (IPL) foi instaurado para descobrir a identidade dos possíveis autores, bem como a motivação do delito. "Mais informações sobre o caso não podem ser repassadas para não atrapalhar os trabalhos policiais", destacou.

     

    Andres Sanchez havia se formado em bacharelado no dia 17 de fevereiro
    Andres Sanchez havia se formado em bacharelado no dia 17 de fevereiro | Foto: Reprodução/Facebook

    Em nota de pesar, a Prefeitura de Tabatinga lamentou a morte e prestou pêsames à família e amigos de Andres Sanchez. Nas redes sociais, os moradores do município cobram mais ações das autoridades.

    “Só palavras não vão confortar a família. O que falta é melhor policiamento, melhorar a segurança da cidade. Tabatinga está à mercê da criminalidade”, lamentou um internauta. Dados disponibilizados pela Polícia Civil mostram que somente em 2021, 15 assassinatos foram registrados no município.

    Procurada pelo EM TEMPO, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), afirmou que determinou o reforço policial em Tabatinga. 

     

    População acompanhou o enterro do jovem
    População acompanhou o enterro do jovem | Foto: Reprodução/Facebook

    Leia mais: 

    Homem tenta correr da morte, mas é executado por criminosos em Manaus

    Pescador é assassinado pelo primo a mando do irmão no Amazonas

    "Quer ser veado"; mãe amarra e tortura filha em Rio Preto da Eva