Fonte: OpenWeather

    Esquema criminosos


    Funcionário é preso por desvio de 30 toneladas de asfalto em Manaus

    A polícia investiga a participação de mais funcionários no desvio de aproximadamente 30 toneladas de asfalto da Seminf

     

    O funcionário foi encaminhado ao 19° Distrito Integrado de Polícia
    O funcionário foi encaminhado ao 19° Distrito Integrado de Polícia | Foto: Divulgação

    MANAUS - Um funcionário terceirizado foi preso, na noite desta quinta-feira (25), suspeito de desviar asfalto da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), depois de um levantamento realizado pela equipe de Inteligência da Casa Militar, da Prefeitura de Manaus, para que o esquema ilegal fosse desarticulado.

    “Recebemos uma denúncia anônima de que estava ocorrendo desvio de asfalto da Seminf e a equipe de Inteligência da Casa Militar prontamente começou o levantamento e chegamos ao funcionário terceirizado, que estava realizando o desvio. Encaminhamos o caso à Polícia Civil, que irá realizar a investigação para que seja possível desarticular todo o esquema ilegal”, informou o secretário da Casa Militar, tenente William Dias.

    O funcionário foi encaminhado ao 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Zona Oeste, para os procedimentos cabíveis, e também para que a investigação descubra se mais funcionários estão envolvidos no desvio de aproximadamente 30 toneladas de asfalto.

    “É uma determinação do prefeito David Almeida que não se admita qualquer ato ilícito na administração pública da prefeitura. Caso ocorra, nós temos uma equipe de Inteligência para levantar as informações e inibir tais atos. Se porventura qualquer servidor for pego cometendo algum ato ilícito, será punido com o rigor da lei”, enfatizou o secretário. suspeito de desviar asfalto da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), depois de um levantamento realizado pela equipe de Inteligência da Casa Militar, da Prefeitura de Manaus, para que o esquema ilegal fosse desarticulado.

    “Recebemos uma denúncia anônima de que estava ocorrendo desvio de asfalto da Seminf e a equipe de Inteligência da Casa Militar prontamente começou o levantamento e chegamos ao funcionário terceirizado, que estava realizando o desvio. Encaminhamos o caso à Polícia Civil, que irá realizar a investigação para que seja possível desarticular todo o esquema ilegal”, informou o secretário da Casa Militar, tenente William Dias.

    O funcionário foi encaminhado ao 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), na zona Oeste, para os procedimentos cabíveis, e também para que a investigação descubra se mais funcionários estão envolvidos no desvio de aproximadamente 30 toneladas de asfalto.

    “É uma determinação do prefeito David Almeida que não se admita qualquer ato ilícito na administração pública da prefeitura. Caso ocorra, nós temos uma equipe de Inteligência para levantar as informações e inibir tais atos. Se porventura qualquer servidor for pego cometendo algum ato ilícito, será punido com o rigor da lei”, enfatizou o secretário.

    *Com informações da assessoria