Fonte: OpenWeather

    Estupro de Vulnerável


    Grávida do pai, venezuelana de 12 anos realiza aborto em Manaus

    Vítima foi estuprada pelo pai em um abrigo de imigrantes; ela estava na 20ª semana de gestação

     

    A  a madrasta da menina ainda será ouvida para compor a investigação
    A a madrasta da menina ainda será ouvida para compor a investigação | Foto: Divulgação

    MANAUS - Um venezuelano indígena de 41 anos foi preso nesta quarta-feira (7), suspeito de estuprar e engravidar a própria filha, uma menina de 12 anos, também indígena. A prisão ocorreu em um abrigo no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus. 

    De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), a denúncia foi realizada no dia 25 de março, onde uma pessoa informou que havia a suspeita que de que a menina estivesse grávida. 

    Leia também: Homem é suspeito de estuprar e engravidar menina de 10 anos

    "Após exames periciais, foi apontado que a gravidez já estava em 20 semanas e ela fez o aborto. Assim que ela teve a oportunidade e de ficar à sós com uma cuidadora, ela contou que o próprio pai havia cometido o estupro quando a madrasta viajou. Decidimos representar pela prisão preventiva dele tendo em vista que ele estava em um abrigo, onde tem outras famílias e inclusive crianças", explicou a delegada. 

    Ainda conforme a titular da Depca, a madrasta da menina ainda será ouvida para compor a investigação. Os familiares possuem dificuldade para comunicação e serão acompanhados por representantes de um órgão de assistência social.

    O venezuelano foi encaminhado ao prédio da Depca, onde foram adotados os procedimentos cabíveis.

    Veja a live na Depca 

    Leia mais 

    Criança é estuprada pelo marido da tia em matagal

    Vídeo: pais são presos por suspeita de estuprar bebê de 3 meses

    Pastor que estuprou fiel durante oração coloca culpa no diabo