Fonte: OpenWeather

    Facilitação


    Mordomia: presos usam celular e Wi-Fi de delegacia no Amazonas

    A principal suspeita é que os funcionários da Delegacia de Parintins disponibilizaram os celulares e o wi-fi, já que os detentos utilizavam a rede de internet da unidade

     

    Duas hipóteses são analisadas pelo titular do 3º DIP de Parintins, Adilson Cunha
    Duas hipóteses são analisadas pelo titular do 3º DIP de Parintins, Adilson Cunha | Foto: Divulgação

    Parintins (AM) – Com acesso à internet disponível pelo Wi-Fi da própria unidade policial, detentos portavam celulares, carregadores e drogas dentro das celas do 3° Distrito Integrado de Polícia (DIP) de Parintins (distante 372 quilômetros em linha reta de Manaus). Os materiais ilegais foram apreendidos durante revista realizada por investigadores nesta segunda-feira (12).

    Duas hipóteses são analisadas pelo titular do 3º DIP de Parintins, Adilson Cunha: a entrada dos materiais por visitantes ou por meio de cordas, e a mais provável, a facilitação pelos funcionários da delegacia.

    “No momento da apreensão, um dos celulares estava aberto e nós verificamos que estavam utilizando o nosso sistema de internet da delegacia. Esse fato aumenta a suspeita de que alguém de dentro tenha passado não só o celular, como também a senha”, concluiu o delegado.

     

    Ainda de acordo com Adilson Cunha, as câmeras de segurança da unidade serão analisadas para verificar o envolvimento dos trabalhadores da própria delegacia. Além disso, o procedimento de revista será alterado para conter possíveis entradas dos celulares por visitantes. As investigações devem continuar nas próximas semanas. 

    Selfie em presídio


     

    No caso, um grupo de 11 detentos foi identificado dentro da unidade
    No caso, um grupo de 11 detentos foi identificado dentro da unidade | Foto: Divulgação

    Essa não é a primeira vez que o presídio de Parintins permite o acesso dos presidiários à internet. Em 2018, uma "selfie" dentro da cela comemorando o aniversário de um dos detentos viralizou nas redes sociais e revelou o porte de celulares na Unidade Prisional de Parintins (UPI).

    No caso, um grupo de 11 detentos foi identificado dentro da unidade. Todos receberam punição administrativa e o wi-fi utilizado também era o da delegacia, indicando a colaboração de funcionários do presídio.

    Leia mais:

    Rossini, ídolo do Manaus FC revelado pelo Santos, é acusado de estupro

    Criminosos furtam aparelhos de ar-condicionado de escola em Manaus

    Vídeo: após agressões, mulher mata marido com uma facada no MT