Fonte: OpenWeather

    Vida interrompida


    Corpo de criança desaparecida em acidente de lancha é encontrado no AM

    O acidente aconteceu nos arredores do município de Barreirinha, quando a embarcação bateu contra um tronco e naufragou

     

    A família esperou resgate por mais de 20 minutos
    A família esperou resgate por mais de 20 minutos | Foto: Reprodução

    O corpo do pequeno Pedro Henrique, que tinha apenas 7 anos e toda uma vida pela frente, foi encontrado nesta segunda-feira (12). Ele foi vítima de um acidente de lancha em Barreirinha no domingo (11). 

    Segundo informações da Defesa Civil do município, o corpo da criança foi encontrado boiando pelo tio, Rubinho Lopes.  O acidente aconteceu quando a lancha, tipo voadeira de 90 hp, colidiu contra um tronco de árvore próximo ao município de Altamira, no Furo do Pucú. 

    Na embarcação de pequeno porte estava Pedro Henrique, sua mãe Adriana Gonçalves e outros familiares, ao todo, sete pessoas. A família estava retornando para cidade, após passar o domingo em um sítio de parentes localizado no rio Andirá, no mesmo município.

      A lancha ficou somente com a proa para fora da água, e no momento do pânico, todos seguraram nesta parte, que não suportou o peso e afundou. Pedro Henrique acabou desaparecendo nas águas. A tia da criança ainda relata que foram 20 minutos de pânico sem que ninguém aparecesse no local para prestar ajuda. Uma lancha, também de familiares que estavam no sítio, chegou no local e prestou socorro.  

    Em nota, a Defesa Civil confirmou que o corpo da criança foi encontrado por volta das 11h. Confira:

    "Somando a força-tarefa formada por familiares e voluntários, uma equipe de mergulhadores e Bombeiros Militares chegaram ao município para realizar buscas ao menor, Pedro Henrique (7), que desapareceu na região do Furo do Pucú, após acidente fluvial no final da tarde do último domingo (11). Por volta das 11h, as equipes localizaram o corpo da criança próximo às margens do rio Andirá. A ação teve o apoio da Prefeitura de Barreirinha, por meio da Coordenadoria da Defesa Civil, além do suporte da Capitania dos Portos."

    Outro caso de afogamento 

    Em janeiro deste ano, a bebê Eduarda Batista Vieira, de apenas um ano, morreu após se afogar em uma lagoa, no ramal do Acajatuba, zona rural de Manacapuru, a 68 quilômetros de Manaus.

    De acordo a polícia, o pai da menina contou que estava passeando com a família em um sítio de parentes. No entanto, em um determinado momento, se distraiu cuidando de sua outra filha, e acabou não percebendo quando a pequena Eduarda foi sozinha até o lago da propriedade.

    Ainda durante o depoimento à polícia, o genitor da criança contou que a menina foi encontrada boiando na água. Ela já estava sem vida quando foi resgatada por familiares.

    Leia mais: 

    Jovem é preso por estuprar adolescente em viagem de barco no AM

    Exclusivo: médico e enfermeira estavam em barco com aglomeração, no AM

    Após levar choque, homem cai no Rio Negro e desaparece