Fonte: OpenWeather

    Fraude


    Em Manaus, mulheres são presas ao tentar receber RGs falsificados

    Segundo a polícia, as duas suspeitas podem ter planejado fraudar cadastros de auxílios emergenciais com a documentação ilegal

     

    As duas mulheres tentavam receber RGs falsificados
    As duas mulheres tentavam receber RGs falsificados | Foto: Divulgação

    MANAUS - Duas mulheres, que não tiveram os nomes divulgados, foram presas, na quarta-feira (14), após serem flagradas utilizando documentos falsificados para tentar obter carteiras de identidades fraudadas, em Manaus. Segundo a polícia, as duas suspeitas podem ter planejado burlar dados cadastrais de auxílios emergenciais com a documentação ilegal.

    De acordo com a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), a primeira mulher foi surpreendida por policiais no momento em que tentava receber, no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) do Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul de Manaus, um Registro Geral (RG) com dados irregulares.

    "Ela estava pronta para retirar a carteira de identidade fraudada, que havia sido confeccionada com informações de uma certidão de Nascimento falsificada. O documento estava em nome de uma terceira pessoa, que também está sendo investigada", afirmou o delegado Denis Pinho, titular da DERFD.

     

    No mesmo dia, uma outra suspeita também foi flagrada tentando solicitar a emissão de um RG com dados adulterados, na sede da Delegacia Geral (DG), Zona Centro-Oeste de Manaus. "A segunda suspeita tentou emitir o documento de identificação sem uma parte do nome, ou seja, ela adulterou um dos seus dados, para tentar obter um RG irregular", explicou Pinho.

    Ainda conforme a polícia, a motivação da falsificação dos documentos públicos serão confirmados somente após o andamento das investigações. Entretanto, algumas possibilidades já foram levantadas pelas autoridades.

    "Nós iremos apurar se esses documentos foram fraudados para a obtenção dos auxílios emergenciais do Estado e do Governo Federal. Além disso, há, ainda, a hipótese de que a falsificação ocorreu para  as suspeitas aplicarem golpes em comerciários. Também vamos trabalhar para identificar um possível envolvimento de funcionários no esquema", pontuou o titular da DERFD.

    Flagrante

    As duas mulheres foram presas em flagrante por falsidade ideológica e falsificação de documento público. Após os procedimentos legais, elas deverão ser encaminhadas para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerão à disposição da Justiça. 

    Leia mais

    Ferido após assalto, cinegrafista está com bala alojada nas costas

    Vídeo: homem é espancado até a morte e jogado de barranco em Manaus

    Insegurança: equipe de reportagem é atacada por criminosos em Manaus