Fonte: OpenWeather

    Estupro de vulnerável


    Feirante que estuprou menina de sete anos é preso em Manaus

    Segundo a polícia, a vítima é filha dos ex-patrões do suspeito. Os abusos ocorreram durante 2017 e 2020

     

    O suspeito é um idoso de 67 anos
    O suspeito é um idoso de 67 anos | Foto: Reprodução/Internet

    MANAUS - Um feirante de 67 anos foi preso, na manhã desta sexta-feira (16), suspeito de ter estuprado a filha de seus patrões, uma menina de apenas 7 anos, ao longo de 2017 e 2020. O idoso foi preso no bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus.

    De acordo com a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca),  o suspeito teve um mandado de prisão expedido pela Justiça durante o andamento do Inquérito Policial (IPL), instaurado no dia 30 de novembro de 2020, após a vítima relatar aos pais que sofria os abusos desde 2017.

      “O homem era funcionário dos pais da vítima, e tinha livre acesso à casa onde ela residia, ocasião em que aproveitou para cometer os crimes sexuais. Para assegurar a sua impunidade, o idoso ainda ameaçava a vítima, dizendo que, caso contasse algo, mataria ela, seus pais e irmãos”, explicou o delegado Paulo Benelli, da Depca.  

    Ainda conforme a polícia, durante as investigações, o suspeito fugiu e, desde então, ficou em local incerto por cerca de quatro meses. Entretanto, após levantamento realizado pela equipe de investigação, foi apurado que o suspeito estava residindo na casa de um amigo no bairro Jorge Teixeira, local onde foi efetuada a prisão dele.

    Conduzido à sede da Depca, o indivíduo foi indiciado por estupro de vulnerável. Ao término dos trâmites cabíveis, ele será levado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde permanecerá à disposição da Justiça.

    Subnotificação de casos de abusos:

    Apenas um em cada dez casos de abuso sexual chegam ao conhecimento da autoridade policial ou das demais instituições da rede de proteção, apontando o quanto ainda é expressiva a subnotificação desses casos. Estatísticas do Disque 100, telefone nacional para denúncia de violação dos direitos humanos, indicam que, em 2019, houve 86.837 noticias de violação de direitos de crianças e adolescentes, dos quais 17 mil tratavam de violência sexual.


    Leia mais

    Homens são baleados em Manaus em ocorrências nas zonas Leste e Sul

    Autônomo é executado com seis tiros em invasão no Tarumã

    'Morri porque sou Jack', diz bilhete deixado sobre corpo em Manaus