Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Advogado que agrediu ex-namorada é suspenso pela OAB-AM

    A decisão do Tribunal de Ética e Disciplina, por unanimidade, afastou o advogado em medida cautelar por 90 dias.

     

    Em nota, o órgão afirmou que a decisão se deu por conduta incompatível com a dignidade da advocacia.
    Em nota, o órgão afirmou que a decisão se deu por conduta incompatível com a dignidade da advocacia. | Foto: Divulgação

    Manaus – A Ordem de Advogados do Brasil do Amazonas afastou, por 90 dias, o advogado suspeito de ter tentado assassinar a ex-namorada, uma jovem de 22 anos. Em nota, o órgão afirmou que a decisão se deu por conduta incompatível com a dignidade da advocacia.

    A suspensão, conforme informou a presidente da OAB-AM Grace Benayon, se deu com a decisão unânime do Tribunal de Ética e Disciplina, que afastou Marcelo Oliveira Golçalves, de 40 anos, por considerar sua conduta incompatível com a dignidade da advocacia, tendo em vista o episódio de agressão à ex-namorada em março deste ano.

    Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil afirmou que o Tribunal de Ética de Disciplina do órgão dispõe de farto acervo de julgados.

    “No sentido de proteger as mulheres vítimas de violência, (o tribunal) apenas seguiu com seu posicionamento já conhecido nesse e em tantos outros casos similares, sendo absolutamente intolerante com essas condutas”, afirmou a assessoria.

     

    O caso

    No dia 21 de março, a ex-namorada do advogado procurou a DECCM para comunicar ter sido violentamente agredida por Marcelo. Em depoimento à polícia, ela afirmou que foi sequestrada, ameaçada e quase foi estrangulada até a morte pelo rapaz. O caso ocorreu no bairro Aleixo, Zona Norte de Manaus.

    Ainda durante o relato às autoridades, a vítima alegou que na tarde daquele mesmo dia havia recebido uma ligação do ex-companheiro, na qual ele teria avisado que a jovem estaria sendo perseguida por um homem armado e que ela seria baleada, caso não fosse até a residência dele.

    Já em frente ao imóvel do advogado, o suspeito teria entrado no veículo da vítima e a estrangulado. De acordo com a vítima, a agressão foi tão forte, que a mesma desmaiou e ficou com escoriações profundas no pescoço. Além disso, o advogado teria furtado o celular da vítima.

    Após a instauração do inquérito policial, a Justiça expediu o mandado de prisão em nome do advogado, que foi cumprido nesta quinta.

    Flagrante e ameaças

    Localizado na casa da mãe, o advogado chegou a tentar fugir pelos fundos do imóvel no momento da prisão, mas foi detido em seguida pelos policiais. À época foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão no condomínio onde o advogado mora, na avenida Torquato Tapajós, na Zona Norte.

    Além da tentativa de feminicídio, Marcelo Oliveira Gonçalves também chegou a ameaçar a delegada Débora Mafra, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM). Segundo a polícia, a profissional teria sido ameaçada pelo jurista no momento em que cumpria o mandado de prisão, na manhã de quinta-feira (8).

    "Na hora que repassei os documentos, ele disse a mim, em tom de ameaça: 'você vai ver o que vai acontecer com você'. No mesmo instante, gritei para todos se atentarem ao que ele havia dito e o avisei que ele iria receber flagrante por coação no curso do processo. Por isso, o advogado foi preso tanto pelo mandado de prisão, por tentativa de feminicídio, quanto em flagrante, por querer me intimidar pelo fato de eu estar à frente do inquérito policial", afirmou a delegada.

    Leia mais:

    Advogado suspeito de tentar matar ex-namorada é preso em Manaus; veja

    Suspeito de tentar matar ex, advogado ameaça delegada em Manaus

    PM é preso após tentar matar ex-mulher na frente dos filhos em Manaus