Fonte: OpenWeather

    Estelionato


    Falso advogado que aplicava golpes em Manaus é preso pela PC

    Até o momento, foram identificadas seis vítimas do estudante de direito

     

    A prisão ocorreu no conjunto Eldorado
    A prisão ocorreu no conjunto Eldorado | Foto: Reprodução

    Manaus - O estudante de Direito Paulo Roberto de Castro Barata Júnior, de 45 anos, que se passava por advogado para aplicar golpes na cidade, foi preso na tarde de segunda-feira (3), pela equipe do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em ação conjunta com a Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD). A ação ocorreu na Praça do Caranguejo, Avenida Rio Negro, Conjunto Eldorado, bairro Parque 10 de Novembro, Zona Centro-Sul.

    De acordo com o delegado Jony Leão, titular do 4º DIP, os policiais tomaram conhecimento sobre o caso por meio de duas vítimas que compareceram à delegacia, informando que Paulo estava se passando por advogado e estaria revendendo televisores. Ele alegava que havia recebido os aparelhos como forma de pagamento, após o mesmo ganhar uma causa jurídica em favor de uma empresa de departamento.

    “As vítimas relataram que o indivíduo revendia os televisores por R$ 1,8 mil. Duas vítimas informaram, ainda, que negociaram a compra de sete aparelhos por R$ 13 mil, e realizaram a transferência do valor via pix para a conta do infrator. O mesmo alegou que, pelo fato de ser feriado, a empresa não teria como realizar a entrega do produto naquele mesmo dia”, explicou o delegado. 

    Conforme a autoridade policial, em razão da incompatibilidade do valor de mercado dos produtos, as vítimas desconfiaram que poderiam estar caindo em um golpe e marcaram um encontro com Paulo, para pagamento em espécie de um dos televisores.  

    “Com base nisso, saímos em diligências, acompanhados das vítimas, e fizemos campana nas proximidades de um estabelecimento comercial, onde havia sido combinado o encontro no Conjunto Eldorado, onde o localizamos e efetuamos sua prisão. Na delegacia, Paulo informou que precisava de dinheiro e afirmou que compraria as TVs no crédito que tinha na loja e iria entregar e pagar parcelado”, relatou Jony Leão. 

    Ainda segundo o delegado, até o momento, foram identificadas seis vítimas do estudante de Direito. Uma delas realizou a compra de celulares e TVs, no valor de R$ 24,5 mil, e não recebeu os produtos. 

    Procedimentos

    Paulo foi autuado em flagrante pelo crime de estelionato tentado. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, ele foi encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.


    *Com informações da assessoria

    Leia Mais

    Funcionários públicos vendiam títulos de terras ilegais em Manaus

    Vídeo: estelionatários que vendiam cartas de crédito falsas são presos

    Mulher cria emboscada para motorista de App, mas acaba presa em Manaus