Fonte: OpenWeather

    Execuções


    Três homens são mortos em guerra de facção na Praça 14, em Manaus

    O confronto entre grupo rivais aconteceu na rua Japurá e beco Tarumã e causou pânico na população

     

    O caso será investigado pela Polícia Civil
    O caso será investigado pela Polícia Civil | Foto: Divulgação

    Manaus - A guerra entre facções criminosas deixou mais três mortos em Manaus após um intenso tiroteio, na noite desta quinta-feira (3), no bairro Praça 14, na Zona Sul de Manaus. O confronto entre grupos rivais aconteceu na rua Japurá e beco Tarumã e causou pânico na população.

    Os três mortos foram identificados como Felipe Castro dos Santos, de 28 anos, Lucas dos Santos Gama, o "Japonês" e Matheus Lima Machado, de 24 anos. Uma quarta pessoa, ainda não identificada, foi  baleada na ação criminosa. 

    Conforme a equipe da 1ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), "Japonês" começou a atirar no beco e no momento em que saia do local foi surpreendido por integrantes de uma facção criminosa rival. O intenso tiroteio prosseguiu até as ruas Japurá e Tarumã. 

    "As cápsulas encontradas no local eram de calibre 40. "Japonês" morreu na rua Japurá, após ser atingido com pelo menos três tiros. Felipe foi morto na rua Tarumã e Matheus morreu em uma casa dentro do beco, onde iniciou o tiroteio", relatou o sargento Denilson da 1ª Cicom. 

    O baleado foi socorrido e encaminhado à uma unidade hospitalar. Não há informações do estado de saúde dele. 

    Moradores do bairro contaram aos policiais que a área é considerada vermelha devido a forte atuação do tráfico de drogas. O tiroteio seria uma disputa para conquistar "bocas de fumo". 

    Os três corpos foram removidos para a sede do Instituto Médico Legal (IML), onde passaram por exame necroscópico. A autoria do crime será investigada pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). 

    Veja um vídeo gravado por moradores após o crime:

    Capa do Vídeo
    Moradores ficaram em pânico após o crime | Autor: Divulgação
     

    Leia mais

    "Morri porque joguei com L7", diz bilhete em corpo achado na Compensa

    Adolescente é morta pelo companheiro com um tiro na cabeça

    Após balear passageiro, assaltante é agredido dentro de ônibus no AM