Fonte: OpenWeather

    vítima da violência


    Menina de 13 anos é atingida no pescoço por bala perdida em Manaus

    A adolescente está no Hospital Platão Araújo em estado de recuperação, após cirurgia no pescoço

     

    | Foto: Divulgação

    Manaus- A violência e a criminalidade crescem em Manaus e atingem pessoas inocentes, que ficam à mercê da insegurança e da guerra do tráfico.  Dentro deste cenário, a rotina de mais uma família foi alterada na noite de sábado (12), antes das 19h, quando uma adolescente de 13 anos foi atingida por uma bala perdida.

      A adolescente estava em casa no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste da capital, acompanhada da família. A bala atingiu o pescoço da menor, que foi levada às pressas ao Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo. Ela deu entrada na unidade de saúde às 19h25.  

    Segundo a Polícia Militar, a bala foi retirada durante uma cirurgia e o quadro de saúde da adolescente requer cuidados. Até o fechamento desta matéria, ela estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Platão.  Não há informações se a bala perdida foi o resultado de uma troca de tiros entre traficantes da área.

     

    A menina está internada no Platão Araújo
    A menina está internada no Platão Araújo | Foto: Divulgação

    Vítimas da violência 

    Em 2020, pelo menos, duas crianças foram mortas e uma ficou ferida por balas perdidas, em Manaus. Todos os casos aconteceram na Zona Oeste da cidade. A capital amazonense, tomada pela guerra de facções criminosas, tem se comparado com a cidade do Rio de Janeiro, onde esse cenário ocorre com frequência.

    Rafael Correa Sousa de Vasconcelos, de apenas 11 anos, e Jorge Gustavo Silva Santos, de 12 anos, foram as vítimas fatais da violência que se alastra cada vez pela cidade.

    Inocentes, os dois meninos tiveram o mesmo fim trágico ao ficaram no meio do fogo cruzado de criminosos, que tentaram acertar contas com os desafetos de Manaus.

    Ranking

      Dados mais recentes do relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) mostraram que o maior número de vítimas atingidas por bala perdida é do Brasil. O levantamento foi realizado entre 2014 e 2015, baseado em informações de 27 países da América Latina.  

    Apenas nesse período, das 741 ocorrências nesses países, 197 correspondiam às vítimas no Brasil, com 98 mortes e 115 feridos. 

    Leia mais:

    Rafael e Gustavo: vidas inocentes 'tiradas' pela violência em Manaus

    Morre adolescente atingido por bala perdida na Compensa

    Criança de 11 anos morre em tiroteio no Prosamim do São Raimundo