Fonte: OpenWeather

    DEHS


    Em Manaus, suspeito de matar garota de programa é preso em vigília

    Conforme a polícia, o suspeito foi capturado quando participava de um vigília de uma igreja evangélica

     

    Investigações apontaram que Carla e Ilcivaldo se conheceram por meio de um site de relacionamentos
    Investigações apontaram que Carla e Ilcivaldo se conheceram por meio de um site de relacionamentos | Foto: Divulgação

    Manaus - Quase um ano após ter cometido um crime bárbaro, Ilcinaldo Barbosa Viana, de 35 anos, foi preso, nesta quinta-feira (24), em uma operação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Ele apontado pela Polícia Civil como o principal suspeito da morte da adolescente Carla Fernanda Carvalho Rocha, que tinha 17 anos.

    Conforme a DEHS, Ilcinaldo foi capturado quando participava de um vigília de uma igreja evangélica.. O crime aconteceu no dia 17 de julho de 2020 e o corpo da jovem foi encontrado três dias depois em uma área de mata, no bairro Lago Azul, na Zona Norte de Manaus. 

    Conforme o delegado Charles Araújo, as investigações apontaram que Carla e Ilcivaldo se conheceram por meio de um site de relacionamentos, onde, possivelmente, a vítima anunciava programas sexuais. "Eles tiveram esse encontro e teria ocorrido uma desavença que motivou o crime", explicou o delegado. 

    A autoridade policial relatou que por meio de uma longa investigação, os policiais civis conseguiram produzir provas concretas de que Ilcivaldo é o autor do crime. 

    "Eles se conheceram nesse site e quando ele foi preso tivemos acesso ao aparelho celular dele que ainda tinha esse site de relacionamentos aberto entre as pesquisas. No momento da prisão não teve qualquer tipo de reação e o mandado de prisão em nome do suspeito foi cumprido. A vítima foi amarrada e morta com golpes de arma branca", destacou o delegado. 

    Outra prisão na operação

    Em um segunda ação policial, o advogado Álvaro Viana Ortiz, de 30 anos, foi preso por investigar informações de uma investigação sigilosa da especializada. 

    "O advogado é investigado por vazar informações da investigação do caso de homicídio de Wellinton Gomes da Silva. Estávamos montando uma operação para prender sete pessoas e antes dos mandados serem expedidos. Infelizmente isso frustrou nossa operação e por isso o rigor em apurar quem foi o responsável pelo vazamento. Tem mais uma pessoa sendo investigada pelo crime", explicou o delegado.  

    Os policiais realizaram diligências ao longo de quinta-feira (24), e foram em possíveis endereços onde o advogado poderia estar, no entanto ele não foi localizado. 

    O advogado se apresentou espontaneamente na especializada naquela mesma noite por volta das 21h. 

    Procedimentos 

    Ilcinaldo irá responder pelo crime de homicídio qualificado e o advogado irá responder pelo crime de associação criminosa.  Os dois serão encaminhados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT) onde irão ficar à disposição da Justiça.

    Leia mais 

    Amigas amazonenses foram envenenadas em São Paulo, aponta IML

    Jovem de 19 anos é morta com tiro na cabeça por pistoleiros em Manaus

    Mulher é encontrada morta com rosas e frase escrita na testa; veja