Fonte: OpenWeather

    DRCO


    Fuzis, lancha blindada e 1,2 tonelada de drogas são apreendidos no AM

    Carga de drogas está avaliada em R$ 18,5 milhões

     

    A ação foi coordenada pelo DRCO
    A ação foi coordenada pelo DRCO | Foto: Divulgação

    Manaus - Após um longo trabalho de investigação, a Polícia Civil do Amazonas deflagrou, nesta sexta-feira (25), uma operação que resultou na apreensão de 1,2 tonelada de entorpecentes, entre pasta base, cocaína e maconha. A ação foi coordenada pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) em uma localidade próxima ao bairro Puraquequara, na Zona Leste de Manaus.

    Denominada "Jatuarana" - nome de uma das bases da organização criminosa -, a operação também apreendeu dois fuzis e uma lancha blindada, utilizada para o transporte e armazenamento das drogas, que equivalem a R$18,5 milhões.

     

    Coletiva de imprensa sobre a operação
    Coletiva de imprensa sobre a operação | Foto: Marcella Fernandes

    De acordo com o delegado Bruno Fraga, diretor do DRCO, o grupo criminoso era composto por nove pessoas que portavam armas de grosso calibre. Os suspeitos, no entanto, conseguiram fugir do local e ainda não foram encontrados.

      "É uma lancha bastante rápida que, inclusive, dificulta abordagens em caso de visualização pela equipe. Os suspeitos tinham a dinâmica de navegar apenas pela parte da noite, dificultando o trabalho da polícia. Já existiam relatos relacionados ao transporte de drogas por essa lancha na região da tríplice fronteira para a cidade de Manaus. Percebemos que já existia toda uma logística para o caso de enfrentamento com as forças de segurança", explicou o profissional.  

    Apesar da fuga dos responsáveis pelos entorpecentes, três indivíduos foram detidos para prestar esclarecimentos sobre o fato, e a investigação deve continuar para localizar os envolvidos no crime.

    Capa do Vídeo
    Operação teve apoio da Força Nacional | Autor: Divulgação
     

    Ainda segundo a investigação, a organização criminosa teria a região da tríplice fronteira como atuação, principalmente nas proximidades do município de Tabatinga, distante 1.105 quilômetros de Manaus. Já as drogas teriam como destino a cidade de Manaus e, posteriormente, a região sudeste do Brasil.

    A operação também contou com o apoio da Força Nacional de Segurança, bem como do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), do Comando de Operações Especiais da Polícia Militar do Amazonas (COE-PMAM), Delegacia Fluvial (Deflu) e Batalhão de Policiamento Ambiental (CPamb/BPamb).

    Leia mais

    Polícia prende Guarda Municipal envolvido em ataques do CV no Amazonas

    Caseiro que abrigou Lázaro afirma ter sido ameaçado pelo fugitivo

    Militares do Exército impedem linchamento e fuga de suspeito em Manaus