Fonte: OpenWeather

    Fuga


    Detentos fogem pelo mesmo buraco que outros 14 escaparam em Iranduba

    Eles serraram as grades da cela em que estavam e conseguirem acesso à cela ao lado, onde foi cavado o buraco na primeira fuga

     

    | Foto: Divulgação

    MANAUS - Os 10 detentos, que escaparam da carceragem do 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba, fugiram pelo mesmo buraco que os outros 14 fugiram no domingo (27). A informação foi repassada pelo delegado Lázaro Ramos, por meio da assessoria de imprensa. 

    Os presos serraram as grades da cela em que estavam e conseguirem acesso à cela ao lado, onde foi cavado o buraco por meio do qual os detentos fugiram.  

    Conforme o delegado, os 10 foragidos serram as grades da cela com auxílio de sabão, que evitou o barulho durante o ato. Ainda pela madrugada, a equipe plantonista detectou a violação das grades e a ausência dos encarcerados identificados como:

      Bruno Oliveira da Silva e Diego Henrique Mendes da Silva, de idades não identificadas; Janderson Gomes de Araújo, conhecido como ‘Concha’; José Alberto Barbosa Noronha; Lissandro de Oliveira Carvalho, 18; Mizael Moraes do Nascimento, 20; Victor Manuel da Costa Oliveira, 20, conhecido como ‘Cara de Mônica’; Wesley Marinho Lima, vulgo ‘Tela Preta’; e Willian Santos de Souza, 22, também conhecido como ‘Bozinho’.  

    Ainda conforme Lázaro, após tomar conhecimento do fato, as buscas pelos foragidos foram intensificadas e na manhã de hoje, por volta das 6h40, um dos dez foragidos, identificado como Anderson Lima da Silva, de idade não informada, foi capturado.

    A delegada-geral Emília Ferraz, ressalta que por meio do Departamento de Polícia do Interior (DPI) da instituição, enviou reforço policial, investigativo e técnico à DIP de Iranduba, para dar suporte às buscas pelos detentos, bem como realizar os procedimentos cabíveis de apuração das circunstâncias em que ocorreram as fugas, e efetuar manutenção e reforma nas celas da delegacia.

    A autoridade policial reforça ainda que se durante a sindicância for detectado conivência, que é uma ação criminosa, o caso será em caminhado para investigação da Unidade de Apurações de Ilícitos Penais (UAIP), e se houve falha administrativa, que por algum motivo eles tinham a responsabilidade de fazer e não fizeram, será encaminhado para a Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança Pública que irá apurar as responsabilidades, e se ficar comprovada a existência de descaso, existem várias punições, dentre elas, inclusive a demissão.

    Leia mais:

    Nova fuga de 10 presos é registrada em delegacia de Iranduba, no AM

    VÍDEO IMPRESSIONA: 14 detentos fogem de carceragem em Iranduba

    Em fuga cinematográfica, autor de chacina fere policiais


    • | Foto:
    • | Foto:
    • | Foto:
    • | Foto:
    • | Foto:
    • | Foto:
    • | Foto:
    • | Foto: