Fonte: OpenWeather

    Mandado de Prisão


    Ex-policial militar é preso no RJ por matar universitário em Manaus

    O ex-policial foi condenado a 19 anos e nove meses pela morte do universitário e tinha fugido para o Rio de Janeiro

      

    | Foto: Divulgação

    Manaus - Condenado pela morte do universitário Fábio de Souza Ferreira, que tinha 26 anos, o ex-policial militar Antônio Augusto da Silva Serrão Júnior, 39, foi preso, na última terça-feira (29), em cumprimento a mandado de prisão, no Rio de Janeiro. O crime ocorreu em agosto de 2013, no bairro Raiz, em Manaus.

      De acordo com o delegado Fernando Bezerra, titular da Delegacia Especializada em Captura e Polinter (DECP), a ação contou com o apoio da Força Nacional de Segurança, para intermediar a troca de informações entre as polícias do Amazonas e do Rio de Janeiro.  

    A autoridade policial contou que, na ocasião do crime, o suspeito efetuou disparos de arma de fogo na vítima, por motivo fútil. Fábio não resistiu aos ferimentos e morreu.

     

    De acordo com o delegado Fernando Bezerra, titular da Polinter, a ação contou com o apoio da Força Nacional de Segurança.
    De acordo com o delegado Fernando Bezerra, titular da Polinter, a ação contou com o apoio da Força Nacional de Segurança. | Foto: Divulgação


    "

    Durante as investigações, constatamos que Antônio teria fugido para o estado do Rio de Janeiro, e estava escondido do morro Chapéu Mangueira, na zona sul carioca. O suspeito foi preso no momento em que caminhava pela orla do bairro "

    Fernando Bezerra, delegado

     

    Procedimentos

    Antônio foi condenado a 19 anos e nove meses por homicídio qualificado. Após os procedimentos cabíveis, ele foi encaminhado à Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) no Rio, onde permanecerá à disposição da Justiça, aguardando transferência para cumprir pena em uma unidade prisional de Manaus.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais: 

    PM promove carnificina após morte de sargento no AM, diz jornal

    Milionária é suspeita de pagar R$ 200 mil para matar ex após traições

    Pastor é preso por estuprar adolescentes e filmar ato na Bahia