Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Mais um envolvido em morte de pesonal trainer é preso em Coari

    Polícia suspeita que ciúmes motivaram o crime, ocorrido em novembro de 2020, em Coari

     

    elegado José Barradas, titular da delegacia de Coari
    elegado José Barradas, titular da delegacia de Coari | Foto: Divulgação/PC-AM

    COARI (AM) - Acusado de participar do assassinato do personal trainer Leandro Araújo Pinheiro, que tinha 26 anos, Jorleilson Ferreira da Silva, 25, foi preso na tarde de quarta-feira (30), por volta das 16h, em Coari. O crime ocorreu no dia 6 de novembro de 2020, em uma academia em que a vítima trabalhava, no município. 

      A prisão ocorreu na sede da unidade policial, após Jorleison ser notificado a comparecer à delegacia. De acordo com o delegado José Barradas, titular da DIP, as investigações começaram logo após o crime, ainda no ano de 2020.  

    As diligências policiais apontaram que Jorleilson teria contratado uma organização criminosa para executar Leandro. Ele tinha o papel de elo entre os executores do crime e o mandante.

    "

    No dia do fato, por volta das 15h, dois criminosos foram até a academia e simularam que queriam fazer um treino com Leandro, que logo foi reconhecido pelos homens como o alvo a ser executado e efetuaram os disparos. Ele ainda chegou a ser socorrido e levado ao hospital do município, porém não resistiu "

    José Barradas, delegado

     

    Localização 

    Conforme o titular, durante as investigações foi possível realizar o trabalho de busca da localização do procurado, na casa de parentes dele. Ele explicou que o homem não foi encontrado e deixaram uma notificação para comparecimento à delegacia.

    O mandado de prisão preventiva em nome de Jorleilson foi expedido no dia 25 de junho de deste ano, pelo juiz Leonardo Guimarães Primo de Carvalho, da 2ª Vara da Comarca de Coari.

    Ciúmes

    Ainda conforme o delegado, a motivação do crime teria sido ciúmes, envolvendo uma ex-namorada do personal trainer. Os homens receberam cerca de R$ 5 mil para realizarem o crime.

    Organização criminosa

      O delegado destacou que, ao todo, já foram presos quatro envolvidos no crime, identificados como Ian Gonçalves do Nascimento, 22; Jhonata Moriz Tavares, conhecido como “Índio”; Keividy Butemberg Moriz da Costa, 19; e Warleson Castro de Andrade, que tiveram participação na ação criminosa. Ao todo, sete pessoas compõem o grupo criminoso.  

    Ele ainda ressalta que as investigações em torno do caso seguem em andamento para localizar o mandante do homicídio, e mais outro envolvido no crime.

    Procedimentos

    Jorleilson responderá pelos crimes de homicídio qualificado e organização criminosa. Após os procedimentos cabíveis na delegacia, ele será encaminhado à Unidade Prisional de Coari, onde permanecerá à disposição da Justiça.

    Leia mais 

    PM promove carnificina após morte de sargento no AM, diz jornal

    Ex-policial militar é preso no RJ por matar universitário em Manaus

    Adolescente de 16 anos é baleado por criminosos na Feira da Panair